França Paris

Cruzeiro pelo Sena à descoberta de Paris

Os famosos cruzeiros no Sena, em Paris, nos típicos Bateaux Mouches, levam-nos a conhecer a cidade. Vemos os principais motivos de orgulho parisienses e dá-nos outra visão da cidade. Vamos pelo Sena à descoberta de Paris?

O ponto de partida é na Ponte de l’Alma e o percurso vai até à ilha Saint Louis. Passa pela torre Eiffel até voltar ao ponto de partida. Pelo caminho passamos pela histórica Place de la Concorde, praça que marca o início dos Champs Elysses, uma das mais grandiosas avenidas da Europa.

De Bateaux Mouches, seguimos pelo Sena à descoberta de Paris

Segue depois para o maior museu do mundo, o Louvre, onde se pode vislumbrar o esplendor e as dimensões do edifício, e para a Câmara Municipal de Paris, Hôtel de Ville (trés chique).

Viaja de seguida em direção à Ilha da Cidade onde contemplamos edifícios históricos como o Palais de Justice, localização da magistratura e os tribunais franceses. Passamos ainda pelo Conciergerie, a antiga prisão que albergou Maria Antonieta antes da sua decapitação e Sainte Chapelle. Esta igreja é, uma obra-prima medieval cujos imponentes vitrais de 15 metros de altura nos deixam completamente extasiada.

Antes de seguirmos viagem, contornando a ilha Ste-Louis, passamos também por aquela que é para mim uma das mais espetaculares igrejas que já visitei…Notre Dame. Não sei se é a trágica história do corcunda ou pelas tristes gárgulas lá no topo, a verdade é que tenho um enorme fascínio por esta Catedral. Levou perto de 200 anos a ser construída e é fabulosa!

A sua fachada com as cenas bíblicas, as duas torres com 69 m de altura, as Rosáceas com coloridos vitrais, a flecha de 90 m e os arcobotantes que sustentam fachada oriental. São elementos que fazem dela uma das mais bonitas e emblemáticas igrejas da Europa.

Prosseguimos rio acima em direção à mais famosa Torre da cidade das luzes. Passamos pelo Museu D’Orsay (adoro, adoro, adoro este museu), obra deliciosa construída a partir da reconversão de uma estação de comboio, e pelo Hôtel des Invalides, que alberga os restos mortais de Napoleão.

Chegamos finalmente à Torre Eiffel,  e que bom local é este barco para fotografar aquele que é um dos maiores símbolos de Paris. A vista do rio dá-lhe ainda mais alma e personalidade, percebendo-se o quanto é delicada e alta. Os seus números são impressionantes: 320 m de altura, 10 100 toneladas, 2,5 milhões de rebites, 18 000 peças de metal e um sistema de iluminação de 292 000 watts. Verdadeiramente monumental.

Estamos mesmo a chegar ao fim do nosso passeio. O Bateaux dá agora a volta em direção ao cais onde embarcamos. Ficamos com uma sensação de desconsolo, mas já terminou? A volta demora cerca de uma hora e deixa-nos com vontade para descobrir esta cidade que tanto tem para oferecer e descobrir.

Leave a Reply

Exit mobile version
%%footer%%