Nova Iorque: lugares a não perder

Vamos descobrir o que visitar em Nova Iorque?

Quando passeamos pelas ruas de Nova Iorque ficamos com uma estranha sensação de dejá vu. Já por ali passamos, conhecemos cada canto e recanto desta magnífica metrópole. O que não está muito longe da verdade, tendo em conta o quanto somos bombardeados pelas suas imagens nos mais diversos filmes e séries. No entanto, o principal impacto que tive quando cheguei a Nova Iorque foi a sensação de caos e de confusão. Estes dois sentimentos absorveram-me de tal maneira que pensei não aguentar mais de umas horas. Mas mal entrei nas suas ruas descobrir os seus muitos tesouros e percebi que ia ficar para sempre apaixonada. Depois de NY nunca mais serei igual. Ficarei para sempre ligada a esta cidade! Vamos descobrir o que visitar em Nova Iorque?

Já muito foi dito sobre Nova Iorque pelo que não tenho a pretensão de acrescentar nada de novo. Quero apenas destacar os locais que mais gostei.

Vamos descobrir o que visitar em Nova Iorque?

Assim, porque são tantos os locais imemoráveis, aqui vão os meus favoritos.

Flatiron Building

Apesar da sua modesta altura quando comparada com os restantes arranha-céus da cidade, o Flatiron é de longe o edifício que mais gostei. Tem um design invulgar a lembrar a proa de um navio e é um marco que assinala o início da era dos arranha-céus.

Chrysler Building

É um dos mais espantosos arranha-céus da cidade. A sua flecha reluzente em aço, o friso decorado com tampões e as gárgulas prateadas semelhantes às tampas de radiador de um Chrysler. Elementos que me atraiam o olhar nos mais variados pontos da cidade.

 Empire State Building

Tem de longe a vista mais impressionante de Nova Iorque e o mais conhecido e acarinhado arranha-céus da cidade. A vertiginosa subida de 45 segundos ao 86.º piso deixou-me com os ouvidos a estalar. Uma vez no observatório não mais me lembrei dos ouvidos. A espantosa vista sobre a cidade é absolutamente extraordinária, consegue-se ver toda a sua extensão e sentir o seu pulsar. Imperdível.

Central Park

Com mais de 340 ha é parque ideal para passear, fazer um piquenique, comer um gelado ou um cachorro refastelado na relva. Ou assistir a um competitivo jogo de baseball. Depois de aqui passar uma bela tarde de primavera, percebi porque é que os nova-iorquinos aguentam a sua louca rotina. A verdade é que no Central Park o tempo parece parar e Nova Iorque parece uma qualquer cidade de província.

Vamos descobrir o que visitar em Nova Iorque?

Times Square

O primeiro impacto deixou-me completamente tonta com tanta luz, cores e movimentos, nem sabia para onde olhar. Mas desde logo senti que este é o coração da cidade. Não conseguia parar de contemplar as dezenas de painéis luminosos que fazem desta praça um local único no mundo.

 Grand Central Terminal

Chamam-lhe a joia arquitetónica da cidade e quando lá entrei percebi porquê. Este centenário edifício é de uma beleza e grandiosidade impressionantes. Foi recentemente restaurada, tendo recuperado o esplendor que exibia em 1913. O Grand Central Terminal é um destino incontornável na cidade, quer como ponto de partida e chegada, quer como local de lazer. O espaço conta com  cinco restaurantes de luxo, vários bares e restaurantes lounge, espaços de cafetaria e mais de 50 lojas. Uma dica. Olhar atentamente para o céu estrelado e para os maravilhosos candelabros. Até me esqueci que estava numa estação.

American Museum of Natural History

Quem nunca ouviu falar deste museu, famoso pela enorme coleção de animais, dinossauros e fosseis em tamanho real. O AMNH tem 45 salas e ocupa quatro quarteirões. É um espaço de aventuras e uma viagem à volta do mundo e da história onde me perdi por várias horas.

New York Public Library

Este belo edifício destaca-se no meio da 5th Avenue pela sua fachada e escadarias em mármore branco. Parece desenquadrado da paisagem envolvente repleta de gigantes e modernos arranha-céus. A sala de leitura deixou-me cheia de vontade de ali ficar a descobrir os milhares de tesouros guardados nas prateleiras a perder de vista.

5th Avenue

É no sobe e desce desta avenida que o meu espírito consumista mais me atormentou. De tal forma que a única solução que me ocorreu foi fugir. É uma das avenidas mais famosas no mundo, localização das maiores marcas da moda internacional. A começar pela Cartier cujo edifício é verdadeiramente sumptuoso. Na Fifth podemos também encontrar a majestosa Trump Tower, a famosa Apple Store e locais emblemáticos como o Empire State Building, o Flatiron Building, New York Public Library, Rockefeller Center  e a St. Patrick’s Cathedral.

Chinatown

Esta é uma das zonas mais animadas e coloridas de Nova Iorque. Esta pequena cidade chinesa que aqui nasceu, aqui cresceu e aqui prosperou tem sabido manter a sua cultura e tradições intactas. Quando por ali passei quase não acreditava estar nos Estates. Recomendo uma paragem técnica em Colombus Park para admirar os jogadores de mahjong ou as aulas de yoga. É o local ideal para ficar a sentir e a absorver toda a vida e animação que por aqui passa.

Nova Iorque é étnica, colorida, espalhafatosa, marcante. Existem tantos outros locais a visitar e a percorrer, existe todo um mundo para lá do Centro da cidade. Muito ficou por ver e por descobrir, mas assim até foi melhor porque vou mesmo ter que voltar para conhecer esses locais e para rever estes e outros locais emblemáticos da “Cidade Que Nunca Norme”, “New York, New York”.

Leave a Reply Cancel reply

Powered by WordPress.com.

Up ↑

Exit mobile version
%%footer%%