Palácios de Sintra

Sintra, é uma vila pitoresca, cheia de magia e mistério, a 30 minutos de Lisboa, classificada pela  UNESCO como Património da Humanidade. Durante muitos anos atraiu a nobreza e elite de Portugal, que construiu os mais maravilhosos e exuberantes palácios com jardins exuberantes. Por este motivo, não é de estranhar que por aqui encontremos dois dos mais belos palácios do mundo. De acordo com um estudo feito é minha pessoa e cuja resposta foi 100% unânime. Se não acreditam, continuem a ler. Vou-vos apresentar os dois melhores Palácios de Sintra.

Palácio da Pena

Construído no topo da Serra de Sintra é uma mancha de cor e beleza que pode ser observado de vários pontos da vila. O seu charme e beleza advém sobretudo do facto de que se ergue lá do alto, imponente e quase inacessível. Instalado sobre uma rocha escarpada, rodeado pelo luxuriante arvoredo da serra, o que o leva a estar muitas vezes envolto num misterioso nevoeiro. É claramente um dos palácios mais belos do mundo e, sem dúvida um dos meus favoritos.

Palácios de Sintra

O Palácio da Pena nasce do génio criativo de D. Fernando II, expoente máximo do Romantismo do século XIX em Portugal, com referências arquitetónicas de influência manuelina e mourisca. Atualmente está dividido em duas alas, o antigo convento manuelino da Ordem de São Jerónimo e a ala edificada no século XIX por D. Fernando II. Estas alas estão rodeadas por uma terceira estrutura arquitetónica, uma espécie de castelo com caminhos de ronda com ameias, torres de vigia, um túnel de acesso e até uma ponte levadiça. Em 1838 o rei D. Fernando II adquiriu o antigo convento de monges Jerónimos da nossa Senhora da Pena. Os jardins do Palácio incluem mais de quinhentas espécies arbóreas oriundas dos quatro cantos do mundo.

Palácio de Monserrate

O Palácio de Monserrate é, para mim, um dos mais belos do Mundo. Pela beleza arquitetónica e paisagística, representando o Romantismo em Portugal. A quatro quilómetros do centro histórico de Sintra, o combina influências góticas, indianas e sugestões mouriscas. Combinações que fazem dele uma verdadeira obra de arte.

Os jardins receberam espécies vindas de todo o mundo. Organizados por áreas geográficas, que fazem dele um dos mais ricos jardins botânicos portugueses e uma das mais belas criações paisagísticas do Romantismo em Portugal.

Published by Random Traveler

Olá, o meu nome é Sónia, e quando não estou a viajar, estou a planear a próxima viagem ou a sonhar com mil e um destinos que ainda não conheço. Já visitei 38 países e é nessas viagens que nascem as histórias e imagens que aqui partilho. View more posts

Leave a Reply

Exit mobile version