Bucareste, uma cidade de contrastes

A capital da Roménia ainda não é um destino muito conhecido, mas é uma cidade com muito para descobrir. Merece certamente constar de qualquer lista de destinos a visitar em breve. Vamos descobrir o que visitar em Bucareste?

O que visitar em Bucareste
Vamos descobrir o que visitar em Bucareste?

O que visitar em Bucareste


É uma cidade cheia de contrastes, onde os símbolos religiosos se misturam com imponentes edifícios de arquitetura comunista. Só em Bucareste encontramos, atrás de um bloco de cimento comunista uma pequena igreja centenária. Ali escondida durante os mais de 40 anos em que o regime dominou sobre este país dos Balcãs.

Bucareste é a maior cidade da Roménia e é a sua capital desde 1859, tornando-a uma das mais jovens entre as capitais europeias. Uma nota importante! Não confundir Bucareste com Budapeste. Parece um pedido estranho, mas a verdade é que as confusões são regulares. Assim o digam Michael Jackson, os Iron Maiden, Lenny Kravitz, Ozzy Osbourne, os Metallica e os 400 adeptos do Atlético de Bilbao)

Bucareste conhecida como a “Pequena Paris” devido à forte influência da cultura e arquitetura francesas durante os séculos XIX e XX. Esta denominação, após a intervenção do regime comunista, deixou de fazer sentido após a construção dos enormes bairros comunistas com imponentes blocos de apartamentos.

Atualmente Bucareste procura mostrar-se como uma cidade moderna que soube renascer do espectro do comunismo. Nas ruas encontra-se uma vontade de fazer diferente que procura afastar as sombras de uma reconstrução que ainda irá durar para um futuro próximo,

Abaixo encontram-se locais na cidade que devem fazer parte de qualquer roteiro por Bucareste.

Cidade Velha / Centru Vechi

Provavelmente a cidade velha mais jovem do mundo. A Cidade Velha de Bucareste é tudo o que resta do pré II Guerra Mundial e da destruição durante o período comunista. Pouco sobrou para dar forma ao grandioso projeto de Ceauşescu que arrasou um quinto da área total da cidade. Nenhum outro local sofreu uma tão grande transformação com o fim do regime comunista em 1989. Passou de uma área proibida com quase nada para oferecer para um dos distritos de entretenimento mais animados da capital romena. O que hoje é um centro da vida noturna da Europa Oriental, com dezenas de bares, clubes, cafés e hotéis, foi um distrito abandonado e perigoso na viragem do século XXI.

O que visitar em Bucareste
Um dos locais a visitar em Bucareste

Palácio do Parlamento

O Palácio do Parlamento, localizado no final da Bulevar Unirii (rivalizando com os Campos Elísios), é o segundo maior edifício administrativo do mundo a seguir ao Pentágono. Com 350 000 m² e 12 pisos é, de acordo com o Guinness Bookb, o maior edifício administrativo civil do mundo, o mais caro edifício administrativo e o mais pesado.

O palácio foi encomendado no final da década de 1970 pelo regime comunista de Ceauşescu para sede do poder político e administrativo na Roménia. A construção teve início em 1980 e durou até 1989, quando Ceauşescu foi deposto. A obra foi então interrompida por ser muito onerosa para os cofres públicos romenos.

O que visitar em Bucareste

A sua construção foi entregue a 700 arquitetos (chefiados por uma jovem arquiteta que se destacou pelo projeto ambicioso que apresentou, Anca Petrescu) e de 20 000 trabalhadores. Trabalhadores que asseguraram todas as excentricidades de Ceauşescu e da sua mulher.
O edifício tem mais de 3000 quartos e inclui uma mistura de estilos arquitetónicos para assegurar que todas as suas salas fossem diferentes. Entre as excentricidades inclui-se um candelabro de cinco toneladas, um tapete elaborado por freiras que pesa 15 toneladas e cortinas de veludo que pesam 150 kg . A escadaria em mármore foi reconstruída várias vezes até o casal considerar eram perfeitas para receber grandes dignitários internacionais. Todos os materiais (99,9%) utilizados na sua construção – as madeiras, os mármores de diferentes cores, os cristais, os tecidos – são romenos.

O que visitar em Bucareste
O que visitar em Bucareste

Para assegurar a sua construção, assim como dos blocos monolíticos que o rodeiam, demoliram mais de 10 000 casas e centenas de igrejas. O custo total correspondia de 3 mil milhões dólares (ao valor atual). Toda a zona envolvente acabou arrasada. Sobraram apenas algumas igrejas que, pela fé e superstição dos trabalhadores que se recusaram a destruí-las, foram deslocadas para outros pontos da cidade.

Bucareste - Bulevar Unirii

Porque decidiu Ceauşescu, líder de um país pobre dos Balcãs, levar a cabo tal empreendimento? Curiosamente, ou não, uma visita feita a duas das maiores potências comunistas mundiais – China e Coreia do Norte!

Ceauşescu porém nunca completou a sua obra. A primeira personalidade internacional a utilizar a enorme varanda, idealizada para receber ovações do povo, foi Michael Jackson, em 1992. Desde 1989 todos os símbolos do comunismo existentes no edifício foram retirados.

Parlamento Bucareste
O local a visitar em Bucareste, sem dúvida!

Atualmente é possível visitar o Parlamento (na verdade, apenas uns míseros 10%) através de visitas guiadas, reservadas com antecedência.

Igreja de Stavropoleos

A Igreja Stavropoleos é a igreja ortodoxa mais antiga de Bucareste. Aquando da sua construção incluía uma hospedaria que ainda hoje é possível visitar. A igreja é extremamente peculiar, não só pela sua localização e interior obscuro, mas também pela mistura de estilos arquitetónicos. Encontram-se os estilos romano (colunas), bizantino (pinturas) e árabe (arcos das colunas). Ali se localiza um pequeno convento cujas freiras cantam antigas músicas bizantinas entre as 5h e às 6h da manhã.


Curtea Veche

A Antiga Corte, residência dos líderes da Valáquia e foi construída durante o reino de Vlad III o Empalador, também conhecido como Drácula. A Igreja do Antigo Tribunal Princípio faz parte do complexo histórico da Antiga Corte Velha. Foi o local da coroação dos príncipes da Valáquia durante séculos.

Bucareste -Curtea Veche

Athenaeum

O requintado Ateneu Romeno é a grande sala de concertos da cidade e o coração da tradição da música clássica do País. O edifício tem um ar imponente, com a sua cúpula de 41 m de altura. Encontra-se no fim da mais importante Avenida de Bucareste, a Avenida Vitória. Atualmente é a casa da Orquestra Filarmónica George Enescu.

Ateneu Bucareste

Avenida Vitória

É a mais importante avenida de Bucareste, estendendo-se por mais de dois km. É a morada de locais históricos e culturais da capital, como o Museu Nacional de História, o Palácio CEC, o Palácio Militar, a Praça da Revolução, o Museu Nacional de Arte, o Ateneu, o Museu de Coleções de Arte, o Palácio Cantacuzino e a Biblioteca da Universidade.

Bucareste - Palacia CEC

Catedral Patriarcal

A catedral patriarcal ortodoxa romena recebe os principais eventos religiosos da capital romena.

Praça da Revolução

O Memorial do Renascimento comemora as lutas e vítimas da Revolução Romena de 1989, que derrubou o comunismo. Inaugurado em agosto de 2005, o complexo memorial da Praça da Revolução assinala o local onde Ceauşescu foi derrubado a 21 de dezembro de 1989.

Hanul Lui Manuc

Hanul Lui Manuc foi em tempos uma estalagem, construída ao estilo dos antigos caravançarais (estalagens árabes). Hoje é um animado restaurante onde é possível provar da melhor comida romena e assistir a animação musical tradicional.

 Arco do Triunfo

Foi construído para celebrar a vitória do exército romeno no final da I Guerra Mundial. É um dos marcos mais notáveis da capital e um símbolo de Bucareste. Inicialmente construído em madeira tem uma das melhores vistas da cidade, no seu topo.

Guia Prático

Como ir: de Portugal a melhor solução é mesmo de avião. Existem alguns voos diretos, mas os horários e preços são pouco recomendáveis. Desde que descobri esta plataforma é sempre por aqui que guio as minhas viagens e não tem corrido mal.

Quando ir: não sendo ainda um destino altamente turístico a primavera ou o verão são as melhores alturas, com tempo mais agradável.

Onde ficar: idealmente num pequeno hotel/Hostel de charme na zona velha. Caso tenha maior disponibilidade financeira, num dos muitos hotéis de luxo situados na principal avenida da cidade, Avenida da Vitória.

Como se deslocar: essencialmente a pé ou de transportes públicos (metro). O Aeroporto Otopeni de Bucareste fica a 20 km do centro da cidade. O percurso leva entre 30 min – 1 hora, dependendo do trânsito, da hora do dia e da escolha do transporte. Existem duas formas de ir para o centro da cidade: de carro (mais rápido + conveniente) e de autocarro (mais barato, mas mais lento). De carro, recomendo apanhar um Uber no estacionamento do aeroporto – fica cerca de 9 €.

Visita ao Parlamento: não esquecer de reservar o bilhete em antecipação e levar o Cartão Cidadão/Passaporte. O Horário de funcionamento está aqui e o preço da entrada é de 40 leus / pessoa (8,5 €)

Onde comer: a comida é geralmente de qualidade e existem muitos restaurantes interessantes e com esplanada no centro da cidade velha. No entanto, nenhuma visita a Bucareste fica completa sem uma refeição no Caru cu Bere. Restaurante tradicional, centenário, onde provar a melhor comida e cerveja locais.

Moeda: Leu romeno (RON) 1 RON = 0,21467

Já conhece esta cidade? Que outros locais recomenda visitar em Bucareste?

Published by Random Traveler

Olá, o meu nome é Sónia, e quando não estou a viajar, estou a planear a próxima viagem ou a sonhar com mil e um destinos que ainda não conheço. Já visitei 38 países e é nessas viagens que nascem as histórias e imagens que aqui partilho.

Leave a Reply

%d bloggers like this: