Istambul, entre a Ásia e a Europa

Vamos descobrir o que visitar em Istambul, uma cidade cheia de particularidades. É uma das poucas no mundo que se situa em dois continentes – Europa e Ásia – e é uma das mais antigas, escolhida como capital de três grandes Impérios: Romano, Bizantino e Otomano. A cidade nasceu no século VII a.c. com o nome de Bizâncio. Séculos mais tarde foi conquistada pelo Império Romano e pelo Império Otomano que ali se manteve até 1923, altura em chamava Constantinopla.

O que visitar em Istambul

O que visitar em Istambul
O que visitar em Istambul

As águas do Bósforo, separam as margens asiática e europeia daquela que já foi a cidade mais rica e poderosa de toda a cristandade. Atualmente Istambul é uma das maiores cidades do mundo e rivaliza com Londres o título da mais populosa da Europa, com mais de 15 milhões de habitantes.

Vamos partir à descoberta de Istambul, uma das cidades mais antigas do mundo.

Hagia Sophia

Hagia Sophia é um dos monumentos mais impressionantes da humanidade e um dos mais belos da cidade. As suas paredes vermelhas escuras e as suas cúpulas são uma imagem icónica e um motivo de orgulho dos seus habitantes. Começou por ser uma catedral ortodoxa e em 1453 foi convertida em Mesquita. Passou depois a museu em 1934 e atualmente não recebe serviços religiosos por esse motivo.

Istambul - Hagia Sophia (1)
Hagia Sophia, um dos locais a visitar em Istambul

Mesquita Azul

Istambul tem algumas das mais belas mesquitas do mundo e a Mesquita Azul é, sem dúvida, uma das mais fabulosas. Tem um exterior imponente com cinco cúpulas e seis minaretes e um interior opulento com centenas de azulejos iznik azuis, que lhe dão o nome pelo qual é conhecida. Mandada construir pelo sultão Ahmet I, cujo entusiasmo era tanto pela sua obra que muitas vezes ajudava os trabalhadores na construção.


Palácio Topkapi

Um verdadeiro paraíso de salas, pátios e jardins, construídos nos mais diferentes estilos arquitetónicos. O palácio foi lar de várias gerações de sultões e das suas muitas esposas, como comprova a deslumbrante sala do Harém. Está localizado numa zona nobre da cidade, com uma vista fabulosa para o Corno Dourado e o Bósforo e é um importante local histórico de Istambul.

Grande Bazar

Este  foi de longe o espaço que mais gostei de visitar depois das mesquitas. As cores, os cheiros, os produtos apanham-nos de assalto e deixam-nos completamente apaixonados. Os seus tetos pintados e as 22 portas são os elementos arquitetónicos mais deslumbrantes. Mas o que mais prende a atenção são os diferentes produtos à venda: tapetes produzidos à mão, jóias, lanternas cheias de cor, doces e chás, especiarias e peças em pele. É um local excelente para beber um chá de maçã quente e uma baklava (também quente). Perder-se neste labirinto único de produtos é uma das experiências mais divertidas de Istambul.

Istambul - Grande Bazar.jpg
O que visitar em Istambul? O Grand Bazar, sem dúvida.

Mesquita Süleymaniye

Istambul é a cidade das 3000 mesquitas e Süleymaniye é mais um belo exemplo a não perder. Esta mesquita foi uma surpresa, sobretudo quando pensamos que nada poderá superar a grandiosidade da Hagia Sophia e da Mesquita Azul. As suas torres dominam a paisagem da zona antiga de Istambul e o pátio amplo é um recanto de calma e frescura. O seu interior apesar de simples é tem uma cúpula azul e uns vitrais, que lhe dão uma luz e reflexos interiores quase mágicos.

Palácio Dolmabahce

É o monumento mais esplendoroso da cidade, uma deslumbrante fantasia europeia às margens do Bósforo. Nasceu da vontade do sultão da época de se aproximar da cultura europeia, enchendo o palácio de elementos decorativos em ouro e cristal. Esta obra-prima quase levou o sultão à falência e acelerou o fim do império.

Cisterna da Basílica

Esta incrível cisterna subterrânea é uma lenda da cidade. Foi originalmente construída em 532 para levar água potável a Istambul. A sua estrutura inclui 336 colunas com oito m de altura, retiradas de antigos templos destruídos pelo império. Ocupa uma área de 9 800 m², armazenando perto de 80 milhões de m³ de água. A dimensão da cisterna só foi medida pela primeira vez na I Guerra Mundial. Um cientista alemão desceu de submarino à cisterna e um arqueologista que o acompanhou conseguiu fazer uma extensa pesquisa sobre a mesma. Entre as suas colunas destacam-se a cabeça da Medusa e a “coluna que chora”.

Istambul - Cisterna da Basilica.jpg
Sisterna da Basílica, um local a visitar em Istambul!

Fatih

A zona está afastada da zona antiga da cidade, mas, se tiver tempo, deve passar por aqui e visitar o Aqueduto Valens. Uma construção cujos vestígios centenários conseguiram sobreviver de forma surpreendente até aos nossos dias. Entre também na Mesquita Fatih, impressionante pelas suas dimensões e beleza interior e calma e tranquilidade ao seu redor, numa cidade caótica e barulhenta.

Mesquita Fatih
Mesquita Fatih1

Bazar Egípcio 

Semelhante ao Grande Bazar, mas especializada em especiarias locais, deliciosos chás, frutos secos, doces, a famosa baklava e muitos outros doces locais. Fica junto ao porto de Eminomu e é um espaço de grande animação.

Istambul - Mercado Especiarias1
Istambul - Mercado Especiarias

Praça Sultanahmet

Esta praça estende-se entre a Mesquita Azul e a Haguia Sophia. Foi em tempos o Hipódromo de Constantinopla, equivalente em dimensão e imponência à arena do Coliseu de Roma. É o coração da zona antiga, ponto de encontro para residentes. Aqui se localizam inúmeros espaços de convívio (cafés e restaurante) e o famoso edifício de banhos turcos.  Podem ainda visitar os obeliscos no final do antigo hipódromo, a Fonte Kaiser Guilherme, oferecida pelo Imperador alemão, e o Monumento Milyon. Este pilar de mármore que assinalava, durante o Império Bizantino, o “Ponto 0” que mediava as distâncias entre as diversas cidades do império.

Eminonu

A frente marítima de Eminonu é dos pontos mais animados da cidade. Entre os inúmeros restaurantes e cafés, as mesquitas, o bazar das especiarias, a partida e chegada dos ferrys é o local ideal para umas horas de diversão.

Ponte Galataú

A famosa ponte que atravessa o Corno de Ouro e junta a “velha” à “nova” Istambul. Por cima podemos passear tranquilamente e apreciar a vista que é absolutamente maravilhosa, sobretudo para os fãs de uma boa selfie. Por baixo é uma animação com os seus restaurantes onde é possível provar comida local. A especialidade é a famosa sande de peixe grelhado.

Torre Galata

É uma das mais antigas torres do mundo e foi construída em madeira por um imperador bizantino em 528 para funcionar como um farol. Em 1348 foi reconstruída pelos genoveses como Christen Turris (torre de Cristo), desta vez já em pedra. A Torre foi posteriormente devastada por um terramoto e, após a sua reparação, passou a ser usada para defesa e como ponto de observação astronómica. A torre tem mais de 66 m de altura, 16,45 m de diâmetro na base, paredes com mais de três m de espessura e 14 janelas. É definitivamente o local com a melhor vista da cidade.

Istambul - Torre Galata (2)
Istambul - Torre Galata (3)

Beyoglu

Localizada numa das mais íngremes colinas da “zona nova” estende-se o bairro de Beyoglu, o coração da moderna Istambul. O bairro começa na Praça Taksim e desce até à zona ribeirinha, junto à Ponte Galata. A Praça Taksim é coroada pelo Monumento da Independência. É o ponto de partida do icónico elétrico vermelho que desce a avenida pedonal repleta de lojas da moda – Istiklal Caddesi. A meio da avenida encontra-se uma pequena surpresa, meia escondida meia a chamar por nós, a Igreja católica de Sto. António de Pádua (sim, o padroeiro de Lisboa), a maior em atividade na cidade. A descida até à zona ribeirinha é normalmente feita através do Túnel, um funicular que desce os 573 m de inclinação. Foi construído em 1874 e é um dos mais antigos do mundo.

Istambul - Igreja St Antonio
Istambul - Istiklal Caddesi
Passear por Beyoglu, um dos locais que vai ter que visitar em Istambul
Istambul - Tunel

Bósforo

É o importante canal que separa os dois lados de Istambul e uma das vias marítimas mais concorridas do mundo. Com 32 km de extensão é uma das formas mais bonitas para ficar a conhecer a cidade. Daqui se avistam palácios e mesquitas,  toda a zona velha, as icónicas pontes do Bósforo e Galata, entre outras tantas atrações locais. Pode ainda visitar-se a Torre de Leandro, localizada numa pequena ilha junto à parte asiática da cidade.

Pelo caminho passamos pelas Fortalezas Asiática e Europeia. A Fortaleza da Ásia foi construída como defesa. A sua rival, em menor escala, a fortaleza da Europa, foi construída em frente, mas do outro lado do Bósforo. Já a Fortaleza Europa foi construída no ponto mais estreito do canal para cortar o abastecimento de alimentos à cidade. É uma imponente muralha com 13 bastiões e três torres. Por fim, passamos pela icónica Ponte do Bósforo, que liga a Ásia à Europa. Tem mais de 1,5 km de comprimento, o que faz dela uma das maiores do mundo.

Istambul - Bosforo
Istambul - Fortaleza Europa
Istambul - Torre de Leandro

Estes são alguns dos pontos mais interessantes a visitar, mas tanto ficou por descobrir. Istambul foi uma cidade marcante e que deixou um enorme desejo de lá voltar. É uma cidade misteriosa e inebriante, um tesouro da humanidade.

Guia Prático:

Como ir: de avião se partir diretamente de Portugal, se vier de algum outro destino das redondezas como a Grécia.

Onde ficar: existem muitos hotéis no centro histórico e são na sua maioria de grande qualidade e a preços acessíveis. O Zeynep Sultan Hotel tem uma excelente localização, boa qualidade geral e um preço muito convidativo.

Como se deslocar: a pé ou de elétrico. Os bilhetes podem ser comprados nas estações e a frequência é excelente. É um ótimo meio de transporte para grandes ou pequenas distâncias. Táxis ou outros meios de transporte são para esquecer. O trânsito na cidade é inacreditável, a qualquer hora, e fazer 300 m pode demorar 30’.

Onde e o que comer: bom e barato por todo o lado. A cidade é altamente turística, mas os preços são bastante agradáveis. Recomendo perto da Cisterna da Basílica a House of Medusa. Excelente comida local e a melhor meze que comi por lá, já para não falar do puré de Beringela.

A moeda: a moeda é a Lira Turca e quando comparada com o euro é bastante inferior, pelo que o câmbio é favorável.

Algumas palavras:

Olá – Merhaba

Obrigado – Tesekkur

Adeus – Hosca Kalin

Por favor – Lutfen

Agora que já sabem o que visitar em Istambul, ficaram curiosospor conhecer melhor esta cidade?

Published by Random Traveler

Olá, o meu nome é Sónia, e quando não estou a viajar, estou a planear a próxima viagem ou a sonhar com mil e um destinos que ainda não conheço. Já visitei 38 países e é nessas viagens que nascem as histórias e imagens que aqui partilho.

One thought on “Istambul, entre a Ásia e a Europa

Leave a Reply

%d bloggers like this: