Pontos de Vista #27

Os carros antigos são uma das maiores imagens de marca de Cuba, em especial os clássicos americanos (Pontiacs, Chevrolets, Cadillacs, Plymouth) dos anos 50. Existem ainda uns Ladas russos (carros da policia) dos anos 80 que na verdade são “quase” novos quando comparados com os outros.

Todos eles conseguiram sobreviver até aos nossos dias. Como? Segundo alguns cubanos com quem falamos, com muito custo. Com motores e peças de carros mais recentes que vão arranjando, com amor e dedicação.

Muitos destes carros pertencem aos avós ou a outros familiares e foram ficando na família, mais por necessidade do que por história. É o interesse turístico por estas relíquias que faz com que os cubanos os estimem e tragam tão bem tratados (na sua maioria). É o tirar o melhor partido e uma situação que não tem grande volta a dar.

Li algures que os cubanos são tão bons mecânicos como dançarinos. Pelas provas que vi não é difícil acreditar…e as cores alegres que percorrem a cidade, bem como o cheiro a gasóleo queimado fazem parte do charme de Havana.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.