GRÁTIS! 10 atrações de Copenhaga sem gastar dinheiro

GRÁTIS! 10 atrações de Copenhaga sem gastar dinheiro.png

Copenhaga é dos destinos mais caros onde já passei, sobretudo quando comparável com os preços que estamos habituados neste jardim à beira mar plantado. No entanto, é possível fazer uma estadia mais ou menos económica. É só estar atento e fazer as escolhas certas.

Coisas grátis que é possível fazer.

1.As atrações portuárias como passear pelo Nyhavn e ver as cores daquele que é um dos spots mais fotografados da cidade. Ou Passear pelos canais e ver as casas flutuantes.

Nyhavn
2. Tirar uma selfie com a pequena sereia, a maior atração de Copenhaga.

Pequena Sereia
3. Subir à torre do Chistiansborg e apreciar uma magnífica vista sobre a cidade. Com 106 metro de altura é a torre mais alta da cidade.

IMG_9104IMG_9115
4. Passear pelo bairro latino, um das zonas mais antigas da cidade e visitar a Sankt Petri Kirke, a Vor Frue Kirke e a Trinitis Kirke, três igrejas que merecem especial destaque.

Sankt Petri Kirke
5. Visitar a cidade hippie de Christiana e conhecer o estilo de vida alternativo de boêmios que decidiram quebras as regras e viver em liberdade.

Christiania3Christiania2
6. Apanhar sol e apreciar as vistas da Paper Island, uma pequena ilha conhecida pelas galerias de arte alternativas e pelos seus espaços de Street food. Tem uma vista privilegiada para a outra margem do rio e quando está sol é o local ideal para relaxar.

Paper Island.jpg
7. Passear na Strøget a maior rua pedestre da Europa.

Stroget
8. Visitar os Jardins do rei, junto ao Castelo Rosenborg.

Rosenborg
9. Ver o render da Guarda no Amalienborg. Pelas 12h, todos os dias, a Guarda Real marcham através da cidade para substituir os guardas que estão junto ao Palácio Real.

34510010255_59a2e09109_o

Fonte: Lonely Planet

10. Visitar o Kastellet, uma fortaleza construída em forma de estrela em 1600 para defender a cidade. É possível circular por todas a fortaleza e conhecer ainda o moinho de vento.

IMG_9169IMG_9167

Outras dicas:

Recomendo vivamente o cartão Copenhaga. Permite a entrada em quase todas as atrações e museus da cidade e arredores, incluindo os famosos castelos de Helsingor e Hillerod, bem como em todos os transportes públicos. Tem ainda incluído um passeio de barco de uma hora pelos canais e dá descontos em alguns restaurantes. No final, feitas as contas, compensa muito.

App_annonce_CARDS.jpg

Grátis! O que fazer em Munique sem gastar €€

gratis-o-que-fazer-sem-gastar-ee1.Viktualienmarkt

Este mercado é uma verdadeira tentação, misturando e combinando de uma forma única o lado mais tradicional de um mercado tradicional, com bancas que vendem fruta, peixe, carne, e o lado mais típico da cidade, os seus Jardins da Cerveja, onde se pode beber a famosa caneca acompanhada de um pretzel gigante ou da bratwurst (a típica salsicha).

munique Viktualienmarkt.jpg

2.Englischer Garten

O maior parque urbano alemão com mais de 370 hectares de verde e lagos. O parque oferece inúmeras possibilidades de entretenimento, desde os famosos jardins da cerveja, a passeios, jogging, picnics, passeios de barco e até surf feito nas águas geladas de um pequeno ribeiro rochoso.

munique Englishgarten.jpg

3.Olympiapark

O moderno e verdejante complexo olímpico de Munique, palco das Olimpíadas de 1972.

Munique Olympiapark.jpg

4.BMW Welt

O mais espetacular concessionário da BMW do mundo. Há quem prefira o Museu que acompanha os 90 anos de história da famosa marca alemã mas acreditem que o concessionário também merece uma visita.

Munique BMW Welt.jpg

5.O carrilhão da Neues Rathaus

Localizado na Marienplatz, o famoso carrilhão da Neues Rathaus bate todos os dias pelas, 11h, 12h e 17h. É possível admirar a dança que as figurinhas que decoram este relógio histórico. O relógio é apenas um dos muitos elementos decorativos deste edifício neogótico que domina toda a praça.

munique Rathaus Glockenspiel.jpg

6.Hofbräuhaus

O mais famoso pub de Munique, o Hofbräuhaus, sempre ao rubro e onde a cerveja corre livre e solta.

Hofbräuhaus.jpg

7.Hofgarten

O calmo e verdejante jardim localizado no centro histórico.

munique-hofgarten

8. As margens do rio Isar

As margens do rio Isar são outro ponto de interesse que não podemos deixar de visitar. Por aqui cruzamo-nos com o Deutsches Museum, o maior museu de tecnologia do mundo, a Müllersches Volksbad, um salão de banhos / piscina pública “chique” do século XIX que inclui banhos terapêuticos e uma sauna, diversas pontes e vistas únicas do rio e do fantástico parque verdejante que envolve toda esta zona.

Munique margens do rio Isar.jpg

9.Igreja da Nossa Senhora

Uma das mais bonitas e emblemáticas de Munique, localizada na praça principal (MarienPlatz).

Frauenkirche.jpg

Como ir e onde ficar:

É possível encontrar hotéis baratos mesmo no centro de Munique.Poderá encontrar bilhetes de avião bem em conta, opções não faltam.

GRÁTIS! O que fazer em Florença sem gastar dinheiro

gratis Florença.png

1. Ver as vistas da Piazzale Michelangelo

Quer ficar com o postal perfeito desta viagem? É só subir à praça Miguel Ângelo e tirar tantas fotos quantas as que conseguir. A vista é esmagadora.

Florença  Piazzale Michelangelo.jpg

2. Passear na Ponte Vecchio

E procurar o famoso Corredor usado pela família Medici para se deslocar entre as suas residências, nos dois lados do rio, sem se misturarem com o povo…e claro admirar o Rio Arno, em especial ao por do sol. É lindo.

Florença Ponte Vecchio.jpg

3. Admirar a estátuas na Piazza della Signoria

A praça tem algumas das mais icónicas estátuas de Florença, como a famosa cópia de David, de Miguel Ângelo, a Fonte de Neptuno com o Deus do mar rodeado pelas suas ninfas, ou Perseu segurando a cabeça decapitada da Medusa. E já que aqui está recomendo uma visita ao Palazzo Vecchio, a Câmara Municipal de Florença e o mais imponente edifício desta praça.

Florença Piazza della Signoria.jpg

4. Visitar a igreja Santa Maria del Fiore

É a catedral de Florença e uma das maiores e mais bonitas igrejas de Itália. É Património Mundial da UNESCO.

Florença Duomo.jpg

5. Free Walking Tour

Estão espalhados um pouco por todas as cidades europeias e são sempre um excelente opção para conhecer e descobrir os locais mais emblemáticos. Os passeios são gratuitos e na sua maioria muito interessantes. Se gostou, no final só tem que deixar um sinal de agradecimento :).

6. Deambular pelas bancas Mercado do Porcellino

O Porcellino é uma famosa estátua de um Javali que se encontra no Mercado Novo. Aqui é possível comprar diversas peças de pele, artesanato e roupa. Diz que esfregar o focinho do porco dá sorte. existem outros mercados a explorar como o Mercado Central ou o Le Cascine.

Florença Mercado Porcelino.jpg

7. Admirar as Portas do Paraíso

As portas Batistério são das maiores obras primas do mundo e são conhecidas como “As Portas do Paraíso”. São dez painéis que retratam 10 cenas bíblicas, representados em relevo. É um local de reunião de turistas mas vale a pena a espera e algumas cotoveladas para as poder observar de perto.

florenca-batisterioflorenca-portas-batisterio

8. Ver de perto as obras primas do Uffizi e da Accademia

No primeiro domingo de cada mes a entrada neste dois importantes museus é livre. É uma excelente oportunidade para ver de perto grandes obras primas da humanidade.

Florença uffizi.jpg

Como ir e onde ficar:

Na verdade nem tudo poderá ficar de graça mas é possível encontrar hotéis baratos em Florença e também, com alguma antecedência e persistência, poderá encontrar bilhetes de avião a preços bem acessíveis.

Grátis! 8 Coisas para fazer em Veneza sem gastar €€

Veneza Grátis.png

1. Visitar a Basílica di San Marco

De inspiração oriental, a Basílica tem detalhes de esplendor e opulência únicos no mundo como os Cavalos de San Marcos, os mosaicos da fachada, a estátua de S. Marcos e os Anjos no topo do arco Central, o mosaico do pavimento no interior, os mosaicos no interior da Cúpula da Ascenção, os arcos da entrada, e muito mais. Toda ela é verdadeiramente espetacular e gratuita.

Veneza Basílica di San Marco3.jpg

2. Admirar as vistas da Ponte Rialto

O melhor spot para “sentir” Veneza e observar o movimento de barcos.

Veneza ponte rialto3.jpg

3. Visitar Igreja de Santa Maria della Salute

Esta majestosa igreja barroca é sustentada por mais de 1 milhão de pilares de madeira e foi construída para agradecer a salvação da cidade da peste.

veneza-santa-maria-della-salute

4. Admirar as cores e sabores locais no Mercado do Rialto

Adoro mercados e este não é exceção, ver as cores, as texturas, os cheiros, o artesanato, a vida.

4d725-mercadorialto

5. Visitar a Galleria della Academia

Um dos museus mais importantes de Veneza, antes a Scuolla della Caritá, a Accademia inclui a maior coleção de pintura veneziana do mundo e é gratuita a cada 1º domingo do mês.

veneza-galleria-della-academia

6. Assistir ao bater das horas na Torre dell’Orologio

A Torre tem um curioso relógio com uma decoração exuberante em azul e dourado, onde estão representados os signos do Zodíaco e as fases da lua. O relógio bate as horas, pontualmente, tarefa levada a cabo por duas figuras de bronze que assinalam as horas certas com um bater no sino.

10d9f-torrerelogio

7. Suspirar junto à Ponte dos Suspiros

Era ponto de passagem para os prisioneiros que iam para o tribunal e daí o nome que tem até hoje. Merece pelo menos um suspiro.

veneza-a-ponte-dos-suspiros

8. Deambular pelas ruas

Andar pelas ruas estreitas, vaguear por esta e por aquela rua, às vezes tão estreita que conseguimos tocar, de braços abertos, nas paredes das casas de ambos os lados, descobrir milhares de pontes, recantos e recalcos.
veneza-ruasveneza-ruas1

Como ir e onde ficar:

Na verdade nem tudo poderá ficar de graça mas é possível encontrar hotéis baratos em Veneza. Com alguma antecedência e persistência, poderá encontrar bilhetes de avião bem em conta, opções não faltam.

GRÁTIS! O que ver em Bruxelas sem gastar 1€

Bruxelas.png

Bruxelas não é uma cidade barata mas com alguma paciência é  possível encontrar algumas pérolas gratuitas. A saber 🙂

1.Visitar a Grand Place

Local do Mercado da Cidade original é atualmente uma das mais imponentes praças da Europa, Património da UNESCO. Está rodeada de fabulosos edifícios como o Hotel de Ville, a Maison du Roi, que guarda atualmente o guarda-roupa do Manneken Pis, Le Pigeon e a La Maison des Ducs de Brabant.

bruxelas-Grand Place.jpg

2.Circuito da BD em Bruxelas

Bruxelas é a capital da banda desenhada, cidade berço de nomes como Hergé, o pai do famoso aventureiro Tintin, Peyo, pai dos famosos Estrunfes, Morris, pai do intrépido cowboy, e André Franquin, pai de Gaston Lagaffe. Por tudo isto o Centro Belga de Banda Desenhada criou um roteiro de frescos ao ar livre, nas paredes de prédios por toda a cidade, que representam diferentes personagens e prestam tributo ao talento belga da BD. São muitos os locais onde poderá encontrar estes desenhos e o percurso está normalmente indicado debaixo dos mesmos. São 30 e muitos e aumentam de ano para ano.

Bruxelas percurso_bd.jpg

3.Admirar as monstras (roupa e chocolates) das Galeries Royales St-Hubert

A primeira galeria comercial coberta da Europa, abriu em 1847, e hoje abriga uma coleção de 54 lojas de luxo – entre roupas, livros, artigos de couro e chocolates – sob tetos de vidro abobadados. Há três galerias comunicantes no total: Galerie du Roi, Galerie de la Reine e a Galerie des Princes. Contemplar as montras de produtos de luxo  ou fazer um passeio de dar água na boca pelas lojas de chocolate como a Neuhaus e a Godiva é de borla e alimenta a alma (desde que resistam à tentação de abrir a carteira).

bruxelas-Galeries Royales St-Hubert.jpg

4.Visitar o Manneken Pis

A mais pequena e famosa atração da cidade, o Manneken Pis, uma surpreendente estátua de bronze que faz as delícias de todos os que visitam a cidade. Como é que um rapazito todo nu a fazer o seu xixi faz tanto sucesso ninguém sabe mas é de graça e de borla. Se quiserem visitar o seu Guarda-Roupa (sim, porque o menino tem todo um guarda-roupa com mais de 800 fatos),  podem fazê-lo no Museu de Ville, também ele grátis no primeiro domingo do mês.

Bruxelas (3)

5.Visita ao Parlamento Europeu

Bruxelas é o centro administrativo da União Europeia, cidade onde se localiza o Parlamento Europeu, outro local que é possível visitar sem gastar um euro.As visitas incluem uma passagem pela Câmara dos Debates do Parlamento Europeu mas para quem prefere assistir ao funcionamento do mesmo é possível, assistir a algumas sessões plenárias. Inscrições no site do Parlamento.

bruxelas-parlamento-europeu

6.Participar numa Free Walking Tour

Estas visitas guiadas pelas cidades fazem já parte de qualquer viagem uma vez que estão vulgarizadas um pouco por toda a Europa. É só descobrir o operador local e um dos diversos pontos de encontro e juntar-se ao tour. Normalmente são feitos por guias locais com perspectiva únicas e muito interessantes da sua cidade.

free-walking-tour-of-brussels-17.jpg

Outras dicas “low cost”:

– Encontrar bilhetes de avião baratos;

– Descobrir um hotel bem localizado e com uma boa relação qualidade/preço;

– Fazer o trabalho de casa e traçar o percurso pela cidade, assinalando o que mais quer ver e usar os transportes público ou caminhar;

– Provar a street food, variada e mais em conta que qualquer restaurantes;

– Comprar as cervejas nos inúmeros supermercados espalhados pela cidade. Têm uma grande vari. edade e o valor fica sensivelmente mais abaixo do que o dos cafés e restaurantes.

5 museus de Londres espetaculares e…gratuitos

Museus de Londres.png

1.British Museum

O mais antigo museu, inclui tesouros de todos os cantos da terra e possui mais de 6 milhões de peças que abrangem mais de 1,8 milhões de anos de civilização, desde a pré-história até hoje, passando pelo Egito, Grécia, Roma, Japão e Médio Oriente.

Londres_1 (544)8c84e-londres_125285172529

2.National Gallery

Este é outro dos mais importantes museus de Londres cuja visita obrigatória. Possuiu uma impressionante coleção de pinturas, tendo representadas as principais escolas europeias.

79465-londres_22528102529

3.Natural History Museum

Aqui podemos visitar milhões e milhões de espécies, pedra preciosas, dinossauros, fosseis, rastejantes, os mais diversos animais, entre muitas outras exposições. Deve ser de longe um dos mais populares de Londres. E tens este Tiranossauro Rex, um dos ex-libris da exposição, sobretudo para os fãs de parque Jurássico (eu!).

Natural History Museum.jpg

84387-londres_125283022529

4.Science Museum

O Science Museum está recheado de peças interativas e de grandes máquinas que nos mostram a evolução da ciência e tecnologia ao longo dos séculos. Também aqui podemos visitar a nave lançada na Lua em 1969, bem como uma réplica da Apollo 11. Todo um mundo a descobrir. Ideal para adultos que adoram regressar à infância.

cb17f-londres_125282142529

5.Tate Modern

Este é um dos museus de arte moderna mais prestigiados do mundo onde podemos encontrar obras de Dalí, Picasso, Matisse, Pollock e Warhol. E um dos meus favoritos a seguir ao Science Museum.

b2eca-londres_125284782529

GRÁTIS! O que ver em Budapeste sem custos

Budapeste Gratis.png

Admirar a Praça dos Heróis

buda13

Esta grandiosa praça que nos deixa esmagados não só pela história como pela sua dimensão, abraçando três dos mais importantes edifícios da cidade, o Museu das Belas Artes, o Palácio da Arte e o Monumento ao Milénio. É Património Mundial da UNESCO.

Subir ao Castelo

castelo buda.jpg

A subida ao castelo pode e deve ser feita através do histórico funicular mas para os mais atléticos e para os que vão com os trocos contados também pode ser feito a pé.

 

Passear pelo Basteão dos Pescadores

8227b-budapeste2528202529

Admirar a enormes construção militar e admirar as vistas são também duas atividades que poderá desfrutar subindo ao Basteão. Construído no século XIX, proporciona uma das mais espetaculares vistas da cidade e do rio. As suas 7 torres representam as 7 tribos Magyar que fundaram a nação.

 

Visitar a Basílica de Santo Estevão

buda3

É uma das mais importantes de Budapeste e merece uma visita atenta. É a maior igreja da cidade e vê-se de qualquer ponto. A sua cúpula de 96 m é da mesma altura que a do Parlamento. Apesar da entrada ser gratuita pode-se deixar uma contribuição para a manutenção da Igreja.

 

Subir à Colina Gellert

Budapeste (39)

Quem seguiu a dica do castelo então fique a saber que essa subida é para meninos. Subida à séria é a esta colina, 140m sempre a pique, sempre a subir. Valerá a pena o esforço? A resposta é sim. Daqui pode-se desfrutar das melhores vistas da cidade, em especial do Parlamento e das duas emblemáticas pontes que atravessam a cidade. A encosta abriga a Igreja da Gruta, verdadeiramente singular.

 

Conhecer a gastronomia local no Mercado Central

buda22

Adoro mercados e este não é exceção. Muitos produtos locais com bom aspeto (essencialmente os tradicionais salames picantes, de todos os tamanhos), algum artesanato, muitas cores, sons e cheiros. É o maior mercado de Budapeste. Para nos perdermos hora e horas a afins.

 

Passear no Bairro Judeu

buda19

Ficar a conhecer um pouco melhor a sua história e raízes ainda muito presentes na cidade. É um bairro que não esconde que já foi outrora grandioso é que procura aos poucos recuperar essa grandiosidade.

 

Atravessar a Ponte das Correntes

buda9

A par do Parlamento deve ser um dos locais mais fotografados da cidade. E com razão! Não só é linda e verdadeiramente impressionante, como é extremamente fotogénica, sobretudo em selfies. Foi a primeira a ligar Buda a Peste, tendo sido totalmente reconstruída pós II Guerra Mundial.

buda.jpg

E como se conseguiram poupar uns trocos não podemos deixar de ir ao Café Nova Iorque, que dizem ser o mais bonito do mundo, beber um café ou um chocolate quente. O chocolate aquece o corpo, o acompanhamento ao piano e a exuberância do espaço a alma

O custo de vida em Budapeste é relativamente barato e a moeda não está muito valorizado, sobretudo quando comparada com o euro. Ainda recordo quando cheguei ao multibanco para levar uns trocos para 3 dias e a máquina não parava de separar notas, tendo acabado com vários lençóis nas mãos. Também é possível encontrar voos baratos para Budapeste e Hotéis para todos os preços. Nós ficamos aqui e lembro-me que na altura ficou muito em conta, tendo em consideração a qualidade e localização (perto da principal avenida de lojas e a 5 minutos do metro).

Conhecem outros locais em Budapeste onde não se pague para visitar? Partilhem aqui pf…não guardem esses segredos só para vocês 😉