Os meus dois palácios favoritos

Sintra, é uma vila pitoresca, cheia de magia e mistério, a 30 minutos de Lisboa, classificada pela  UNESCO como Património da Humanidade.

Durante muitos anos atraiu a nobreza e elite de Portugal, que construiu os mais maravilhosos e exuberantes palácios com jardins exuberantes. Por este motivo, não é de estranhar que por aqui existam dois dos mais belos palácios do mundo, de acordo com um estudo feito é minha pessoa e cuja resposta foi 100% unânime. Se não acreditam, continuem a ler.

Palácio da Pena

Construído no topo da Serra de Sintra é uma mancha de cor e beleza que pode ser observado de vários pontos da vila. O seu charme e beleza advém sobretudo do facto de que se ergue lá do alto, imponente e quase inacessível, sobre uma rocha escarpada, rodeado pelo luxuriante arvoredo da serra, o que o leva a estar muitas vezes envolto num misterioso nevoeiro. É claramente um dos palácios mais belos do mundo e, sem dúvida um dos meus favoritos.

Sintra - Palacio Pena1.jpg

O Palácio da Pena é fruto do génio criativo de D. Fernando II, expoente máximo do Romantismo do século XIX em Portugal, com referências arquitetónicas de influência manuelina e mourisca. Atualmente está dividido em duas alas, o antigo convento manuelino da Ordem de São Jerónimo e a ala edificada no século XIX por D. Fernando II. Estas alas estão rodeadas por uma terceira estrutura arquitetónica, uma espécie de castelo com caminhos de ronda com merlões e ameias, torres de vigia, um túnel de acesso e até uma ponte levadiça. Em 1838 o rei D. Fernando II adquiriu o antigo convento de monges Jerónimos de Nossa Senhora da Pena, que se compunha do claustro e dependências, da capela, sacristia e torre sineira, que constituem hoje o núcleo norte do Palácio da Pena, ou Palácio Velho. Os jardins do Palácio incluem mais de quinhentas espécies arbóreas oriundas dos quatro cantos do mundo.

Sintra - Palacio Pena.jpg

 

Palácio de Monserrate

O Palácio de Monserrate é, para mim, um dos mais belos Palácios do Mundo, pela sua beleza arquitetónica e paisagística, representando o Romantismo em Portugal. A quatro quilómetros do centro histórico de Sintra, o Palácio combina influências góticas, indianas e sugestões mouriscas que fazem dele uma verdadeira obra de arte.

Sintra - Palácio Monserrate1.jpg

Os jardins receberam espécies vindas de todo o mundo e foram organizados por áreas geográficas, o que fazem dele um dos mais ricos jardins botânicos portugueses e uma das mais belas criações paisagísticas do Romantismo em Portugal.

Sintra - Palácio Monserrate.jpg

Mais um trilho pedestre por Sintra

Por estes dias fui à descoberta do Percurso Pedestre da Vila Sassetti. A subida não sendo muito difícil é exigente e requer alguma preparação física. É fantástico subir pelo meio da serra, por zonas de floresta serradas e ir admirando as vistas sempre que as árvores o permitem. Algumas passagens são dignas de Trail mas são as mais divertidas de ultrapassar. Não deixem de visitar porque vale mesmo a pena. Vejam lá se a vista não merece o esforço!

2015-12-08 14.56.04

2015-12-08 15.06.05

O percurso foi aberto em setembro deste ano e permite o acesso ao Palácio Nacional da Pena e ao Castelo dos Mouros, desde o Centro Histórico de Sintra. O percurso está aberto diariamente entre as 10h00 e as 18h00 durante o horário de verão, e entre as 9h00 e as 17h00 durante o horário de inverno.

2015-12-08 15.11.422015-12-08 15.15.282015-12-08 15.15.352015-12-08 15.22.272015-12-08 15.49.022015-12-08 15.51.32

Algumas curiosidades sobre a Vila Sassetti

# A Vila Sassetti está integrada na Paisagem Cultural de Sintra, classificada como Património da Humanidade pela UNESCO.

# Desenvolve-se na vertente norte da Serra numa faixa de terreno estreito, com uma área de aproximadamente 12.000m2, dos quais, cerca de 200m2 correspondem ao conjunto edificado composto pelo edifício principal, a Casa do Caseiro e os edifícios anexos.

# O edifício principal distingue-se pela torre circular central de três pisos.

2015-12-08 15.03.182015-12-08 15.01.45 HDR2015-12-08 15.01.34-12015-12-08 15.02.55

# O jardim procura obedecer a uma estética naturalista, sendo estruturado por um caminho sinuoso que é atravessado por uma linha de água artificial. Expressa a relação de harmonia entre a arquitetura e a paisagem, que assim parecem fundir-se naturalmente.

2015-12-08 14.54.332015-12-08 14.54.092015-12-08 14.55.36

# Victor Carlos Sassetti (1851-1915), proprietário do Hotel Braganza, em Lisboa, e do Hotel Victor, em Sintra, foi o proprietário original dos terrenos onde se localiza atualmente a Vila Sassetti.

# Após a morte do proprietário, a vila esteve arrendada a Calouste Sarkis Gulbenkian, entre 1920 e 1955, que a ocupou esporadicamente até ao ano da sua morte.

# A Câmara Municipal de Sintra adquiriu a propriedade em 2004 e, em 2011, a Parques de Sintra comprou a Vila Sassetti e a propriedade adjacente, com o intuito de preservar o seu valor patrimonial e disponibilizar um novo acesso pedonal desde o Centro Histórico até ao Palácio Nacional da Pena/Castelo dos Mouros.

 

Reza a lenda que…

Tendo D. João I sido apanhado a beijar uma das aias da rainha, se terá justificado respondendo que “tinha sido por bem” e que o fazia por sincera amizade. Para assegurar a sua inocência (e a da referida donzela), mandou pintar, no teto da sala de jantar do seu palácio, um bando de pegas, aves faladoras, que seguravam no bico um bilhete com as honestas palavras, como que apregoando a sua inocência.

sala pegas

Para dar a conhecer esta e outras Lendas da vila de Sintra, acaba de inaugurar o Centro Interpretativo Mitos e Lendas de Sintra, espaço que convida a uma viagem pelo misticismo, segredos e romantismo da vila, através da história, música e literatura, com recurso a cenografia, técnicas multimédia e experiências sensoriais.

Promovido pela Associação Turismo de Lisboa, em parceria com a Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa e a Câmara Municipal de Sintra, o Centro Interpretativo permite a descoberta dos mitos e lendas da Capital do Romantismo, num percurso que, em 17 espaços, cruza a realidade e a ficção a várias dimensões.

O projeto tem como objetivo incrementar o desenvolvimento turístico de Sintra, marca reconhecida internacionalmente, e contou com a participação de uma equipa de arquitetos, cenógrafos, guionistas, historiadores e especialistas em audiovisuais, hologramas, efeitos sensoriais, realidade aumentada e filmes 3D.

Localização: Edifício do Posto de Turismo, Praça da República, n.º23,

Horário: Todos os dias, das 9h30 às 18h. .

Bilheteira
Adulto :: 4,5€

Sénior/Estudante :: 3,5€

Criança dos 6 aos 15 anos :: 2€

Criança até aos 5 anos :: Gratuito

Família (2 adultos+2 crianças 6-15 Anos) :: 12€

Grupos (10 pessoas):

    • Adultos :: 3,5€/pessoa
    • Estudantes / Seniores (+ 65 anos) :: 3€/pessoa
    • Crianças (6-15 anos) :: 1,5€/pessoa

079

Património Mundial da UNESCO em Portugal

Sabia que Portugal tem 15 sítios que estão inscritos na lista de Património Mundial da UNESCO? Isto quer dizer que estes 15 locais são considerados de importância mundial e a sua conservação é fundamental para a preservação dos patrimónios históricos e naturais do nosso país. Vamos descobrir quais são?

Região Vinhateira do Alto Douro

Região Vinhateira do Alto Douro

Angra do Heroísmo nos Açores

Angra do Heroísmo nos Açores

Convento de Cristo em Tomar

Convento_Cristo

Paisagem Cultural de Sintra

Paisagem Cultural de Sintra

Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações

Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações

Centro Histórico de Évora

Centro Histórico de Évora

Centro Histórico de Guimarães

Centro Histórico de Guimarães

Centro Histórico do Porto

Centro Histórico do Porto

Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico

Vineyard Sunset

Laurissilva da Madeira

Laurissilva

Mosteiro de Alcobaça

Mosteiro de Alcobaça

Mosteiro da Batalha

Mosteiro da Batalha

Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém

Mosteiro dos Jerónimos Torre de Belém

Sítios de Arte Rupestre do Vale do Côa

Vale do Coa

Universidade de Coimbra

Universidade de Coimbra

Palácio da Pena é o melhor castelo da Europa

palcacio_da_pena

A European Best Destinations publicou uma lista dos 15 melhores castelos da Europa e em primeiro lugar distinguiram o maravilhos e bem nacional Palácio Nacional da Pena, em Sintra.

Além da distinção, o que achei bastante simpático foi termos ficado à frente de verdadeiras obras de arte como o Castelo de Neuschwanstein e do Alcázar de Segóvia.

Sintra, o Romantismo às portas de Lisboa

A vila de Sintra é única em Portugal pelo romantismo para que nos transporta com os seus palácios, quintas, parques e por uma vegetação exuberante que domina toda a vila. A sua paisagem natural é verdadeiramente de rara beleza, motivo pelo qual foi considerada Paisagem Cultural e Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.
Venham daí descobrir esta vila mágica e de grandes mistérios.

Castelo dos Mouros
Começamos por um dos meus locais favoritos…o Castelo dos Mouros, regiamente instalado no seu monte e com vista privilegiada sobre a vila lá em baixo. É uma fortificação militar do século X construída habilmente sobre os penedos e abismos da serra de Sintra. É uma presença firme da nossa história e vigia atentamente Sintra, garantindo a sua segurança.  

Fonte Parques de Sintra © NES

 Fonte Parques de Sintra © NESO

 

O Parque da Pena ocupa cerca de oitenta e cinco hectares e tem um ambiente natural de rara beleza integrando diversos jardins luxuriantes onde nos podemos perder e sentir a natureza e o ar puro da Serra. No parque existem ainda diversas árvores exóticas e espécies nativas que formam um manto verde único.Parque e Palácio da Pena.

E é neste cenário idílico que podemos encontrar, bem instalado, o Palácio da Pena uma das principais expressões do Romantismo arquitetónico do século XIX no mundo, constituindo-se no primeiro palácio nesse estilo na Europa, erguido cerca de 30 anos antes do Castelo de Neuschwanstein, na Alemanha.

Quinta da Regaleira

A Quinta da Regaleira tem como maior cartão-de-visita o Palácio da Regaleira, também designado Palácio do Monteiro dos Milhões, denominação esta associada à alcunha do seu primeiro proprietário, António Augusto Carvalho Monteiro.A quinta acolhe ainda jardins, poços, lagos, estátuas e grutas enquadrados por uma inspiração patriótica, onde predominam os elementos do passado mais glorioso de Portugal, e esotérica com os mais diversos sinais da Maçonaria, Templários e Rosa-Cruz.

Destes destacam-se o Poço Iniciático, uma galeria subterrânea com uma escadaria em espiral, por onde é feita a entrada através de uma porta de pedra rotativa para um poço espiral que se afunda cerca de 27 metros no interior da terra, com nove patamares, que invocam referências às nove secções do Purgatório e os nove céus do paraíso, segundo a Divina Comédia de Dante. No fundo, está representada a cruz templária sobreposta a uma estrela de oito pontas indicativa da Ordem Rosa-Cruz. No final, encontramos uma gruta labiríntica, cujo caminho a escolher deve ser o que conduz a um lago, onde se caminha sobre água!Para além do poço existem inúmeros outros pontos de interesse que recomendo que, antes de se embrenharem na aventura de descoberta da Quinta da Regaleira, passem por aqui para definir quais os mais interessantes a visitar e qual o percurso que vão querer fazer.

Palácio Nacional

Um das minhas mais vivas memórias de infância é a visita de estudo que fiz ao Palácio Nacional, um dos mais importantes monumentos de Sintra. O palácio impressionou-me de uma forma que, mesmo sendo uma miúda na altura, não esqueci. Talvez tenha sido a sua localização, em pleno centro histórico com vista privilegiada sobre o Palácio da Pena e o Castelo, talvez tenha sido a sua elegância que nos faz viajar no tempo até ao esplendor do séc. XVIII. Célebre pelas suas duplas chaminés monumentais, de 33 metros de altura, que marcam o perfil da vila o Palácio Nacional de Sintra foi classificado como Monumento Nacional em 1910.

 

Fonte Parque de Sintra© EMIGUS

 

 Fonte Parque de Sintra© DGPC Luís Pavão

Fonte Parque de Sintra© EMIGUS

Fonte Parque de Sintra© DGPC Carlos Monteiro

Fonte Parque de Sintra© EMIGUS

Palácio de Seteais

O elegante palácio cor-de-rosa tem uma vista privilegiada de onde se pode avistar o mar e o alto da Serra de Sintra. Atualmente transformado em hotel de luxo goza ainda da sua posição de glamour e ostentação. A subida até este maravilhoso palácio poderá parecer difícil mas a vista, o luxo do hotel e dos seus jardins valem a pena.

Palácio de Monserrate

Mais um exemplo da riqueza histórica, cultural e arquitetónica da vila de Sintra. O Palácio é mais um exemplo da magia e romantismo que por aqui se passeiam livremente.

Hotel Lawrence

“Um pequeno Hotel, no centro da pequena e mágica Vila de Sintra”. É assim que mais antigo hotel da Península Ibérica se apresenta. Uma forma subtil de chamar a atenção para um local que alberga anos e anos de estórias. Um hotel de charme localizado numa mansão rural, cuja personalidade marcante o levou a ser frequentado por inúmeras figuras famosas, nacionais e internacionais, como o poeta Lord Byron, Camilo Castelo Branco, Alexandre Herculano, Bulhão Pato e Ramalho Ortigão, entre outros. A sua riqueza histórica acabou por o levar a ser citado no mais famoso romance de Eça de Queiroz “Os Maias”, como o espaço onde o protagonista, Carlos Maia, pernoitava nas suas idas a Sintra.

Espero que tenha deixado o gostinho de partir à descoberta de Sintra. E já que está por lá deixo também uma sugestão doce, uma vez que a vila é igualmente conhecida pela sua soberba pastelaria, os famosos travesseiros e queijadas. Existem muitos cafezinhos onde poderá provar estas iguarias mas o melhor é sem dúvida a A Piriquita. Tem fila? Tem. Tem turistas que nunca mais acabam? Tem. Mas a experiência vale a pena, acreditem.

 

Como ir e onde ficar: Sintra fica a pouco mais de 30 minutos da capital pelo que poderá ficar hospedado num Hotel em Lisboa e seguir depois de Comboio  (Estações de origem – Oriente, Rossio e Entrecampos) ou de automóvel, seguindo pelo IC19 (de Lisboa).