Os meus parques favoritos

St. James Park, Londres

Um dos meus preferidos em Londres, apesar de não ser nem o maior nem o mais exuberante. Penso que o motivo pelo qual gosto tanto do St James Park é porque fica às portas do Buckingham Palace, a mais famosa residência real da Europa. Este jardim tem uma vista privilegiada da real varanda, do real “apartamento” e dos reais portões. É também um excelente local para passear, para relaxar, para namorar, para fazer um pic-nic, para entrar em contato com a natureza (tem, por todo o lado, uns esquilinhos amorosos que nos vêm comer à mão).

fa3b6-londres_139

cc784-lostfile_jpg_1182967

Hyde Park, Londres

Uma enorme vastidão de verde e natureza no meio de uma cidade altamente cosmopolita como Londres dá sempre nas vistas. O Hyde Park é para visitar com calma, não só pelas suas dimensões como também pela diversidade de surpresas que oferece aos seus visitantes. Podem ainda aproveitar para um passeio de barco no lago Serpentine localizado no centro no parque e que de inverno oferece uma excelente pista de patinagem (para os mais atrevidos, claro). A visitar ainda o Kensington Palace, moradia real aqui localizada e que ficou famosa por ser a casa da Princesa Diana.

a7d3e-lostfile_jpg_14198796b637-lostfile_jpg_1449999

Parc de la Ciutadella, Barcelona

Este é o maior parque localizado no centro de Barcelona. É tão grande que inclui o Zoo de Barcelona, o Parlamento da Catalunha, duas estufas (Hivernacle e Umbracle), dois museus (Zoologia e Geologia) e um lago. Já para não falar da Fonte da Cascata onde se vê claramente a imaginação fantasista de Gaudi (que colaborou na sua construção) com cavalos alados com caudas de serpente empinados sobre a cascata e querubins a brincar entre os jatos de água. É maravilhoso. Aqui teve lugar a Exposição Universal de 1888.

b40c2-lostfile_jpg_68260815

Parc de Montjuic, Barcelona

O maior e mais vasto parque de Barcelona, Montjuic merece uma vista atenta e demorada. A vastidão de locais, edifícios e museus a conhecer assim o obriga. A começar pelo pelos miradouros onde se pode desfrutar das mais bonitas vistas da cidade, passando pelas as espectaculares obras Olímpicas, como o Estádio Olímpico Luís Companys, a Anella e o Palau de Sant Jordi (em forma de nave espacial) e pela Fundação Miró. A visitar ainda o Palau Nacional, imponente monumento que alberga o Museu Nacional d’Art de Catalunya, a Fonte Mágica, cujas luzes à noite dão a ilusão de estarmos num outro universo, e o  El Poble Espanyol, um museu ao ar livre com replicas em miniatura de edifícios de diferentes locais de Espanha. Para terminar, e antes de virar costas a este magnifico parque, é fundamental subir no teleférico ao Castelo de Montejuic cujos relatos de horror (era um local de tortura para presos políticos) marcam a sua história mas cujas vistas e jardins merecem uma visita.

dc1b1-lostfile_jpg_52330551dc1b1-lostfile_jpg_52330551

Jardin des Tulleries, Paris

Este verdejante jardim estende-se ao lado do rio Sena, entre o Museu do Louvre e a Place de la Concorde, e são de uma elegância que só uma cidade como Paris podia exigir de um jardim. É um espaço digno da realeza mas que recebe sem qualquer pretensão qualquer visitante que por lá vá passear pelos seus caminhos ladeados por castanheiros e tílias. A descobrir com pompa e circunstância.

LostFile_JPG_5085735465cc-lostfile_jpg_5100543

Jardin du Luxembourg, Paris

Jardim que adorna e embeleza o Palais du Luxembourg e que tem como um dos pontos de destaque a Fonte de Médicis e os diversos terraços que rodeiam o lago hexagonal. Aqui pode também ser visitada a estátua da padroeira de Paris, Saint Geneviève. À semelhança do Jardin des Tulleries é um jardim formal mas de uma beleza única e com uma alma que nos deixa sem fôlego. É um excelente local para ir passear em família mas é ainda melhor para uma romântica tarde de domingo a dois.

6df5a-jardin_du_luxembourg89350-jardin_du_luxembourg12

Parque del Retiro, Madrid

É o local ideal para passar um domingo de sol, a molengar debaixo de uma árvore ou à beira do lago. O “pulmão da cidade” conta com diversos elemento arquitetónicos, do quais se destacam o Monumento a Afonso XII, curiosamente construído como memória à humilhante derrota da Espanha em Cuba, e o Palácio de Cristal, todo espelhado e rodeado de árvores,  uma aparição no verde e calma reinantes por todo o parque. Este jardim conta ainda com uma infinidade de estátuas que merecem uma atenção mais atenta como a da Fonte do Anjo Caído ou a da Fonte da Alcachofra, já para não falar do Passeios das estátuas ladeado com figuras que dedicadas aos réis de Espanha. Recomendo ainda uma passagem pelo Roseiral para admirar e cheirar as mais de 4000 rosas de 100 variedades diferentes. É uma explosão de cores e de aromas que invade os nossos sentidos sem dó nem piedade.

b6011-lostfile_jpg_22066887d4f30-lostfile_jpg_22125935

Deixar uma resposta