Cruzeiro pelo Sena à descoberta de Paris

O recente passeio pelas margens do Danúbio trouxe-me à memória outro passeio ribeirinho absolutamente delicioso que fiz…o cruzeiro feito no Sena, em Paris, nos típicos Bateaux Mouches. Este passeio leva-nos a conhecer alguns dos principais motivos de orgulho parisienses e dá-nos uma outra visão da cidade.

O ponto de partida é na Ponte de l’Alma e o percurso vai até à ilha Saint Louis onde dá a volta, passando pela torre Eiffel até voltar ao ponto de partida. Pelo caminho passamos pela histórica Place de la Concorde, praça que marca o início dos Champs Elysses, essa que é uma das mais grandiosas avenidas da Europa.

LostFile_JPG_7231527.jpg

Seguimos depois para o maior Museu do Mundo, o Louvre, onde se pode vislumbrar o esplendor e as dimensões do edifício, e para a Câmara Municipal de Paris, conhecida por Hôtel de Ville (trés chique).

LostFile_JPG_5050255.jpg

Viajamos agora em direção à Ilha da Cidade onde podemos contemplar edifícios históricos como o Palais de Justice, edifício onde hoje ficam a magistratura e os tribunais franceses, o Conciergerie, a antiga prisão que albergou Maria Antonieta antes da sua decapitação e actualmente a residência da guarda, Sainte Chapelle, uma obra-prima medieval cujos imponentes vitrais de 15 metros de altura me deixaram completamente esmagada (quem faz estas coisas tão absolutamente maravilhosas tem, de certeza, um lugar VIP no céu).

LostFile_JPG_7348223.jpg

Antes de seguirmos viagem, contornando a ilha Ste-Louis, passamos também por aquela que é para mim uma das mais espetaculares igrejas que já visitei…Notre Dame. Não sei se é a trágica história do corcunda ou se é por ter aquelas tristes gárgulas lá no topo, sujeitas a todas as intempéries, a verdade é que esta Catedral exerce um enorme fascínio sobre a minha pessoa. Não foi à toda que levou perto de 200 anos a ser construída…é fabulosa! Começando na sua fachada com as cenas bíblicas, passando pelas duas Torres de 69 metros de altura, onde a vista sobre Paris nos faz esquecer os mais de 380 degraus que são precisos subir, e pelas grandiosas Rosáceas com coloridos vitrais, e pela flecha de 90 metros que aponta diretamente para o Criador, e pelos arcobotantes que sustentam fachada oriental…todos estes elementos fazem de Notre Dame um lugar magico para se visitar e descobrir com calma e paciência.

LostFile_JPG_7369271.jpg

Prosseguimos agora rio acima em direção à mais famosaTorre da cidade das luzes, passando “à porta” do Museu D’Orsay (adoro, adoro, adoro este museu), outra obra deliciosa construída a partir da reconversão de uma estação de comboio, e pelo Hôtel des Invalides, o edifício que alberga os restos mortais de Napoleão.

LostFile_JPG_5817383.jpg

Chegamos finalmente à Torre Eiffel,  e que bom local é este barco para fotografar aquele que é um dos maiores símbolos de Paris. A vista do rio dá-lhe ainda mais alma e personalidade, percebendo-se claramente o quanto é delicada e…alta. Os números que a sustentam são tão impressionantes como o seu aspeto: 320 metros de altura, 10.100 toneladas, 2,5 milhões de rebites, 18.000 pecas de metal e um sistema de iluminação de 292.000 watts.Verdadeiramente monumental.

LostFile_JPG_43487495.jpg

Estamos mesmo a chegar ao fim do nosso passeio…o Bateaux dá agora a volta em direcão ao cais onde embarcamos. Ficamos com uma sensação de desconsolo…mas já terminou? A voltinha demora cerca de uma hora e é deliciosa, deixando-nos com água na boca para continuar a descobrir esta cidade que tanto tem para oferecer e descobrir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s