Simplesmente Berlim

Berlim é uma metrópole vibrante, cheia de vida e de interesse. Andar por esta cidade é descobrir um dos maiores fenómenos de reconstrução (pós-guerra) e de modernidade. Por aqui tudo parece novo, fresco, acabado de inaugurar. As suas avenidas são amplas, os seus parques verdejantes e arranjados, as ruas limpas e a cidade próspera.Os berlinenses desfrutam da sua cidade por inteiro, seja de bicicletas, seja relaxando nos inúmeros jardins, parques ou praças cheias de esplanadas convidativas, seja acelerando num carro desportivo numa das amplas avenidas… Tudo parece pensado para que tirem o maior proveito da sua cidade.

71569-berlim165

Numa visita a Berlim, mais do que percorrer caminhos e percursos turísticos a procura dos monumentos mais emblemáticos (o que não é complicado porque existem placas por todo o lado), devemos deixar-nos envolver pela cidade e seguir os seus trilhos. Naturalmente passaremos pelos seus pontos mais emblemáticos como a Porta de Brandeburgo, o Reichtag, a Catedral, a Ilha dos Museus, entre outros pontos de interesse. Sem esquecer as movimentadas e animadas Potsdamer Platz e Alexandar Platz.Partimos então à descoberta desta cidade que tanto tem para oferecer. Não desvendo todas as suas delícias. Deixo algumas por contar para que possam descobrir por vocês.

Começamos pelo Reichstag, o parlamento da Alemanha unificada e um dos edifícios mais simbólicos de Berlim. Foi destruído durante a II Guerra Mundial e reconstruído depois, mantendo uma parte da sua arquitetura e acrescentado a moderna cúpula, cujas vistas da cidade são amplamente apreciadas. A enorme cúpula de vidro tem 137 metros de altura e 97 de largura e é uma extraordinária obra de design e engenharia. A visita é gratuita mas deve ser reservada em antecipação no site.

Mesmo ao lado encontramos a Porta de Brandemburgo, uma espécie de arco do triunfo coroado pela quadriga, uma carruagem puxada por quatro cavalos transportando o Deus da vitória. Este é sem dúvida o principal símbolo de Berlim e nesta praça tem lugar desde as mais variadas comemorações às mais entusiásticas manifestações.

b17f6-berlim186

Atrás da Porta fica o Gross Tiergarten, o maior jardim de Berlim e o pulmão da cidade. São cerca de 200 hectares de espaços verdes, caminhos pedonais, lagos e sombra que fazem as delícias dos berlinenses nos dias de calor. Após a II Guerra Mundial este jardim foi dizimado pelos berlinenses, que cortaram as suas árvores para terem lenha para se aquecer e usaram os seus vastos terrenos como Campos de cultivo para terem o que comer. Foi totalmente recuperado e hoje é um dos locais de lazer preferidos da cidade.

5be2e-tiergarten

Do outro lado da Porta seguimos pela Unter den Linden, a mais emblemática e talvez acarinhada das avenidas da cidade. Apesar de estar atualmente rasgada por obras conseguimos perceber que aqui se localizam alguns dos mais importantes edifícios da cidade – a Staatsoper (opera), a Humboldt-Universität, o Opempalais (Palácio das Princesas), o Kronprinzenpalais (em tempos foi a residência dos herdeiros do trono), a imponente Embaixada Russa e o Deutsche Guggenheim.

b1c44-berlim215

2d3fe-berlim181

A Bebel Platz é uma pequena praça na Unter rodeada de grandiosos edifícios históricos como a Staatsoper, a Catedral de St. Hedwigs, a maior igreja católica da cidade, a Alte Bibliothek, a universidade de Humboldt e o Prinz-Heinrich-Palais. Na praça podemos ainda encontrar no chão um memorial que recorda os anos da queima de livros pelo regime nazi, a partir de 1933.

2b1d5-berlim252820125299646a-berlim25282082529

Chegamos agora à Berliner Dom (Catedral), a maior e mais impressionante igreja da cidade. A sua cúpula é visível de vários pontos de Berlim e oferece do seu topo uma impressionante panorâmica da capital alemã. A visita a esta igreja é muito interessante e a subida à cúpula é uma das mais divertidas que já tive oportunidade de fazer. É um caminho irregular de escadas, varandas, passagens e toda uma panóplia de trilhos que mais parece que estamos a entrar num qualquer mundo secreto. O jardim em frente à catedral, o Lustgarten, oferece, se estiver bom tempo, o espaço ideal para descansar, lanchar, dormir uma soneca ao sol ou apenas apreciar a vida e o movimento desta zona da cidade.

7a0d6-berlim220f4908-berlim231629b1-berlim260

Deste jardim avistamos a Ilha dos Museus, local que reúne um complexo arquitetónico histórico e alguns dos mais importantes museus do Mundo, tendo sido considerado Património Cultural da UNESCO. Aqui podemos encontrar o Pergamonmuseum, a Alte Nationalgalerie, o Bode-Museum, o Altes-Museum e o Neues Museum.

Berlim (418).JPG1a2b1-berlim417

Seguimos agora em direção à Berliner Rathaus ou a Câmara Municipal de Berlim é um curioso edifício construído com tijolos vermelhos de Brandenburgo que se destaca no meio da paisagem citadina. Em tempos já foi um dos maiores edifícios da cidade e hoje mantêm a sua imagem gloriosa, inspirada nos palácios renascentistas italianos.

391b7-berlim264

E chegamos à Alexander Platz, o centro de Berlim nos tempos da Guerra Fria que mantém o estatuto até aos dias de hoje. É uma praça animada ponto de encontro de uma cidade jovem e que procura diversão. Nesta praça ergue-se a torre de televisão – Fernsehturm – com 365 metros de altura, visível de quase todos os cantos de Berlim e o curioso relógio do Mundo, o Weltzeituhr. É também um excelente local para provar a comida de rua local e alguns dos doces tradicionais, nas diversas bancas espalhadas pela praça.

Berlim (238)

Num ponto mais afastado da cidade descobrimos a Kurfürstendamm que é, a par da Unter, uma das avenidas mais movimentadas e animadas da cidade. Por aqui se localizam algumas mas mais importantes lojas internacionais e também dos símbolos mais marcantes da cidade, a igreja Kaiser-Wilhelm-Gedächtnis, destruída na II Guerra Mundial e que ali mantém como testemunha desses anos negros.

b157c-berlim522
496c4-berlim540

bffda-berlim541

E não podíamos deixar de passar pela Potsdamer Platz. Esta praça foi atravessada pelo muro de Berlim e deixada ao abandono durante décadas. Após a reunificação alemã foi reconstruída e é atualmente um dos locais mais emblemáticos e movimentados da cidade. Do seu passado alberga apenas alguns pedaços do muro, uma parte do mítico Hotel Esplanade, salvaguardado por detrás de uma caixa de vidro, o primeiro semáforo da Europa e o Weinhaus Hurth, o único edifício que sobreviveu à guerra. A praça incorpora o Centro Sony, com a sua cúpula futurista, diversos edifícios de escritórios, onde se destacam a torre de vidro da DB Bahn (Empresa gestora dos caminhos de ferro) e a imponente sede da Daimlerchrysler que domina uma grande parte da praça, e inúmeros espaços de entretenimento como restaurantes, cafés, o cinema Imax e o Centro Comercial Arkaden.

IMG_0117.JPG

Berlim (134).JPG

O melhor de outros mundos

O Scheunenviertel é o antigo bairro judaico de Berlim e atualmente mantém-se como uma pequena vila parada no tempo dentro da grande metrópole que é Berlim. Ideal para um passeio onde nos deixamos ir ao sabor das ruas, para aqui e ali apreciando a Sophienkirche, o cemitério judaico Dorotheenstädtischer, a Neue Synagoge e a fachada do antigo edifício dos correios, ricamente ornamentada. Caminhamos descontraidamente pela Sophienstrasse com as suas lojinhas tradicionais, seguimos pela Oranienburger Strasse apreciando os diversos vestígios ainda presentes da cultura judaica e descansamos por momentos no pequeno jardim de Monbijoupark antes de seguir caminho.

191ac-berlim377c4007-berlim389
36f17-berlim394

21df0-berlim396

Não podemos abandonar Berlim sem antes passar por Gendarmenmarkt, apreciar a piazza renascentista inspirada na cultura italiana. Esta praça é coroada pela atual Konzerthaus e pelas gémeas Deutscher e Französischer Dom. E já que por aqui estamos aproveitamos por descansar numa das diversas esplanadas ou na relva dos jardins envolventes.

87921-berlim471
c69cd-berlim477

3ac58-berlim483

Ao sair seguimos pela Friedrichstrasse e apreciamos as lojas de grandes marcas de luxo internacionais, a fachada sempre elegante das Galerias Lafayette (a única cidade do mundo onde existem depois de Paris) e visitamos a deliciosa loja Fassbender&Rausch, onde descobrimos as grandiosas esculturas de chocolate (não, não é possível dar trincadas). Já agora aproveitamos para comprar uma lembrança para a família e uma iguaria da loja só para provar (recomendo as trufas de milhentos recheios e sabores)!

Berlim (489).JPG

a3b36-berlim492

Vá a Berlim, deixe-se envolver por esta cidade. Descubra os locais históricos e todos os outros porque Berlim é mais do que o seu passado…

One thought on “Simplesmente Berlim

Deixar uma resposta