Os Pubs de Dublin

Muitos dos visitantes anuais de Dublin não procuram a cidade pelos seus monumentos, igrejas históricas, ou pela sua diversidade cultural. Procuram a cidade para ocupar outros espaços históricos, os seus famosos Pubs. É nestes locais que a vida social da cidade, na sua maioria, acontece. São espaços de grande animação onde toda a gente se conhece, convive e partilha. É difícil ficar indiferente ao espírito que aqui se vive, regado a pints de cerveja e a boa musica irlandesa (esta parte eu adorei). Vamos descobrir os os Pubs de Dublin?

Os Pubs de Dublin
Os Pubs de Dublin
Os Pubs de Dublin

Assim, se passar por Dublin não deixe de dedicar pelo menos uma parte do seu dia a visitar alguns destes locais icónicos. E como são às dezenas deixo aqui uma micro listas de alguns dos mais icónicos. Infelizmente isso também significa que estão a abarrotar de turistas mas enfim, são sacrifícios que temos que fazer.

The Dawson Lounge em Dawson Street, é o mais pequeno pub de Dublin com menos de 1 m2 .

The Temple Bar pub, não só é um dos Pub mais fotografados de Temple Bar como detém ainda o Record do Guinness para a maior sessão continua a tocar guitarra, protagonizada por Dave Browne. Ele tocou 114 hora e 20 minutos, num total de 1,372 musicas.

The Stag’s Head, o pub favorito de Quentin Tarentino. Foi construído em 1770 e remodelado em 1895, matendo-se inalterado até à data. É um dos pubs mais icónicos de Dublin, de tal forma que já apareceu em diversos filmes e numa coleção de selos sobre os pubs irlandeses.

The Brazen Head é o mais antigo pub de Dublin e de toda a Irlanda, datando de 1198. Recebeu, entre outros visitantes ilustres, James Joyce, Michael Collins e Jonathan Swift.

The Quays é um dos mais animados pubs the Temple Bar. Talvez porque tem musica ao vivo quase todos os dias a partir das 15h. É um espaço animado, sempre a abarrotar de gente. É também um excelente restaurante para provar a comida local, sempre acompanhada claro, de uma pint de Guinness.

Outras Dicas sobre Dublin aqui

Deixar uma resposta