Hotel Nacional, um baú de memórias

HotelNacional

O Hotel Nacional foi construído no inicio dos anos de 1930 pela empresa Americana McKim, Mead & White and Purdy & Henderson Co.com inspiração Art Deco Arábica, com apontamentos Mourisco-Hispânicos entre outros estilos arquitectónicos. Foi declarado Monumento Nacional pela sua riqueza arquitectónica e importância na história de Cuba.

O luxo deste hotel contrasta com a pobreza e degradação geral da cidade mas é também um abrir de olhos para os contrastes que este tipo de regimes acaba por ter e que está à vista de todos nas ruas de Havana.

Abaixo algumas curiosidades deste Hotel que ocupa um lugar especial na história local.

# Foi construído num morro lado a lado com canhões que ainda por ali ficaram dos tempos coloniais e que ainda hoje podem ser encontrados nos seus jardins.

IMG_4305

# Por ali passaram hospedes tão ilustres como Eduardo VIII (príncipe de Gales), Jack Dempsey, Sir Winston Churchill, Mario Moreno (Cantinflas), Fred Astaire,  Gary Cooper, Nelson Rockefeller, Frank Sinatra, Ava Gadner, Sir Alexander Fleming, Marlon Brando, John Wayne, Walt Disney, Gabriel García Márquez, Robert de Niro, Arnold Schwarzenegger, Diego Armando Maradona, Francis Ford Coppola, Muhammad Ali, entre tantos outros. Inúmeros dos quartos ocupados por estes notáveis foram preservados e alguns foram inclusive declarados património histórico, possuindo fotografia e biografias dos seus ilustres ocupantes.

# Em 1946, o hotel recebeu um dos maiores encontros da Mafia (sim, estão a ler bem), tendo sido obrigado a fechar as portas ao publico em geral para poder receber algumas das mais importantes famílias da Cosa Nostra. As suites onde esta reunião teve lugar estão preservadas até hoje e são atração nacional.

# Nos anos 1950 a administração do Hotel (americana) recusou alojar Josephine Baker e Nat King Cole, com fundamentos puramente racistas.

# Ainda durante os anos de 1950 o Hotel foi o Quartel General do Movimento 26 de Julho, liderado por Fidel Castro. Com o Triunfo da Revolução Cubana em janeiro de 1959 o Hotel passou para as mãos do estado Cubano, tendo a administração americana abandonado o país.

# Em 1962 o Hotel tomou parte ativa na famosa Crise dos Misseis. Foram construídos espaços para artilharia anti-aérea e trincheiras militares nas suas encostas como defesa para um possível ataque.

HotelNacional6HotelNacional7HotelNacional8

# É o melhor local de Havana para beber um mojito com a melhor vista possível sobre o Malecón.

HotelNacional1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s