Grátis! O que ver em Bruxelas

Bruxelas

Bruxelas não é uma cidade barata, mas ainda assim é possível encontrar algumas coisas gratuitas. A saber 🙂

1.Visitar a Grand Place

Local do Mercado da Cidade original é atualmente uma das mais imponentes praças da Europa, Património da UNESCO. Está rodeada de fabulosos edifícios como o Hotel de Ville, a Maison du Roi, que guarda atualmente o guarda-roupa do Manneken Pis, Le Pigeon e a La Maison des Ducs de Brabant.

bruxelas Grand Place

2.Circuito da BD em Bruxelas

Bruxelas é a capital da banda desenhada, cidade-berço de nomes como Hergé, o pai do famoso aventureiro Tintin, Peyo, pai dos famosos Estrunfes, Morris, pai do intrépido cowboy, e André Franquin, pai de Gaston Lagaffe. Por tudo isto o Centro Belga de Banda Desenhada criou um roteiro de frescos ao ar livre, nas paredes de prédios por toda a cidade, que representam diferentes personagens e prestam tributo ao talento belga da BD. São muitos os locais onde poderá encontrar estes desenhos e o percurso está normalmente indicado debaixo dos mesmos. São 30 e muitos e aumentam de ano para ano.

Bruxelas percurso bd

3. Admirar as monstras (roupa e chocolates) das Galeries Royales St-Hubert

A primeira galeria comercial coberta da Europa, abriu em 1847, e hoje abriga uma coleção de 54 lojas de luxo – entre roupas, livros, artigos de couro e chocolates – sob tetos de vidro abobadados. Há três galerias comunicantes no total: Galerie du Roi, Galerie de la Reine e a Galerie des Princes. Contemplar as montras de produtos de luxo  ou fazer um passeio guloso pelas lojas de chocolate como a Neuhaus e a Godiva onde podemos provar todos os tipos de bombons e alimentar a alma (desde que resistam à tentação de abrir a carteira).

bruxelas Galeries Royales St-Hubert

4. Visitar o Manneken Pis

A mais pequena e famosa atração da cidade, o Manneken Pis, uma surpreendente estátua de bronze que faz as delícias de todos os que visitam a cidade. Como é que um rapazito todo nu a fazer o seu xixi faz tanto sucesso ninguém sabe, mas é de graça. Se quiserem visitar o seu Guarda-Roupa (sim, porque o menino tem todo um guarda-roupa com mais de 800 fatos),  podem fazê-lo no Museu de Ville, também ele grátis no primeiro domingo do mês.

Bruxelas

5. Visita ao Parlamento Europeu

Bruxelas é o centro administrativo da União Europeia, cidade onde se localiza o Parlamento Europeu, outro local que é possível visitar sem gastar um euro. As visitas incluem uma passagem pela Câmara dos Debates do Parlamento Europeu, mas para quem prefere assistir ao funcionamento do mesmo é possível, assistir a algumas sessões plenárias. Inscrições no site do Parlamento.

bruxelas parlamento europeu

6.Participar numa Free Walking Tour

Estas visitas guiadas pelas cidades fazem já parte de qualquer viagem uma vez que estão vulgarizadas um pouco por toda a Europa. É só descobrir o operador local e um dos diversos pontos de encontro e juntar-se ao tour. Normalmente são feitos por guias locais com perspetiva únicas e muito interessantes da sua cidade.

free-walking-tour
brussels

Outras dicas “low cost”:

– Encontrar bilhetes de avião baratos;

– Descobrir um hotel bem localizado e com uma boa relação qualidade/preço;

– Fazer o trabalho de casa e traçar o percurso pela cidade, assinalando o que mais quer ver e usar os transportes públicos ou caminhar;

– Provar a street food, variada e mais em conta que qualquer restaurante;

– Comprar as cervejas nos inúmeros supermercados espalhados pela cidade. Têm uma grande variedade e o valor fica sensivelmente mais abaixo do que o dos cafés e restaurantes.

One thought

  1. Olá Sónia gostei das dicas sobre Bruxelas, estou a pensar ir a Bruxelas no final d ano mas gostava de visitar também Bruges e Gante. Tem algumas dicas sobre estas cidades? Obrigada e continuação de boas viagens.

Leave a Reply