My Son, uma visita a não perder

O Santuário de My Son (lê-se Mi Sun) é um centro religiosos datado dos séculos IV a XIII e está localizado na zona montanhosa de Duy Xuyen, no centro do Vietname, a pouca distância da cidade histórica de Hoi An. O que mais me impressionou na visita a My Son foi a sua zona envolvente. O complexo desfruta de um cenário deslumbrante, envolvido por uma selva exuberante.

My Son já foi o centro intelectual e religioso mais importante do reino de Champa. Os templos foram construídos ao longo de dez séculos de desenvolvimento contínuo de uma cultura única, cujas origens espirituais foram o hinduísmo. Este facto deu origem a um conjunto de templos construídos para as divindades hindus, como Krishna, Vishnu e Shiva. Os monumentos do santuário de My Son são as construções mais importantes desta civilização.

Foi redescoberto no final do século XIV pelos franceses, que restauraram partes do complexo, desvendando cerca de 70 templos. Atualmente, apenas 20 sobreviveram ao passar dos séculos e à Guerra do Vietname. Os monumentos são únicos e sem igual no Sudeste Asiático e foi uma experiência mágica visitar este local.

Os templos foram construídos em tijolos com pilares de pedra e decorados com baixos-relevos de arenito que retratam cenas da mitologia hindu. A sua sofisticação tecnológica, tijolos que se seguram e sustentam sem recurso a nenhum material, fazem de My Son um conjunto arquitetónico notável, que representa uma imagem vívida da vida espiritual e política de uma fase importante da história do Sudeste Asiático. Por este motivo, o complexo é Património da Humanidade da UNESCO.

Embora a maioria dos monumentos tenham sido destruídos e algumas estátuas dos deuses estejam em falta, como demonstram os buracos vazios nas paredes, ainda existem algumas decorações antigas bastante impressionantes e que merecem uma visita atenta.

My SonMy Son1My Son2My Son3My Son4My Son5

Sugestões práticas para uma visita ao santuário:

  • Bilhete entrada: 150 000 VND (5.5€)
  • Horário: 6h00 – 17h00
  • Para chegar ao santuário, a maneira mais fácil e confortável é alugar um carro com motorista em Hoi An. O carro vai buscar-nos ao hotel e leva-nos ao santuário, esperando lá que façamos a visita para nos trazer de volta.  O único senão é que o serviço não tem guia incluído. Outra opção, que foi a que acabamos por fazer, é marcar uma excursão no Hotel, o que acaba por proporcionar uma experiência mais completa, uma vez que temos um guia que nos apresenta os principais locais de My Son.
  • Horário visita: preferencialmente de tarde quando há menos visitantes e excursões. Planear a visita em antecipação ajudar a evitar as multidões.
  • Para uma melhor orientação, cada templo tem seu próprio número e estão agrupados (Grupo A a H), sendo que os grupos B, C e D são os mais acessíveis e visitáveis uma vez que os restantes foram destruídas ou estão em locais perigosos, alguns dos quais ainda se podem encontrar minas da Guerra do Vietname.

My Son.png

One thought on “My Son, uma visita a não perder

Deixar uma resposta