À descoberta da planície dourada

Agora que o bom tempo está de volta nada como voltar a agendar umas escapadelas de fim de semana. Uma das minhas preferidas, sobretudo nesta época do ano, é pelo Baixo Alentejo, também conhecido pela Planície Dourada. Na primavera os campos estão floridos, a temperatura é amena e a luz é maravilhosa, sobretudo refletida nas … Continue reading À descoberta da planície dourada

Serpa, Cidade Branca

Serpa é uma pequena cidade no sul do Alentejo, branca, cheia de personalidade e de uma importante riqueza histórica e cultura. Já aqui tinha falado nela antes mas nunca com o destaque que merece e destacando os seus pontos de interesse. Convido-vos a conhecer a minha "terra", não de nascimento mas de adopção. Castelo e … Continue reading Serpa, Cidade Branca

Se os Castelos falassem…

São os símbolos vivos da nossa memória nacional e guardam as mais fantásticas lendas e histórias e um património valioso para o nosso turismo mas alguns tão abandonados e mal tratados. É em sua homenagem que decidi fazer este post. Existem muitos e muitos castelos espalhados de Norte a Sul do País, de Bragança e até … Continue reading Se os Castelos falassem…

Como sobrevivemos à Rota das Azenhas

Ainda não tinha aqui partilhado esta experiência. Posso dizer que não foi fácil...o Guadiana estava no seu caudal mínimo o que em alguns momentos obrigou a muita força de braços, e alguma de anca, para o caiaque não ficar encalhado. No entanto, a experiência é maravilhosa, a paisagem de tirar o fôlego e descer os rápidos … Continue reading Como sobrevivemos à Rota das Azenhas

Pontos de vista #3

A hora da calma em Serpa A hora mais difícil do dia. A hora em que não apetece. A hora em que não se vê ninguém. A hora em que só se ouve o calor e o silêncio. A hora do descanso.

Todo o Alentejo deste Mundo!

Um dos meus sítios preferidos para relaxar e sair da rotina é a pachorrenta Cidade (sim, cidade) de Serpa, no Baixo Alentejo, a não mais de 30 kms de Beja e à mesma distância de Espanha. A calma e a tranquilidade das gentes, das casas caiadas de branco, dos jardins, das praças, dos marcos históricos … Continue reading Todo o Alentejo deste Mundo!