15 locais imperdíveis a visitar em Ho Chi Minh

A cidade antes conhecida como Saigão, deve o seu nome ao revolucionário comunista Ho Chi Minh, o líder mais icónico e popular do Vietname, conhecido pelo seu povo como ‘Tio Ho’.

HCMC.png

Originalmente estabelecida como um posto comercial Khmer, Saigão começou por ser a  capital provincial da Dinastia Nguyen. No entanto, na segunda metade do século XIX, o controle sobre a cidade passou para os franceses e Saigão passou a ser a capital da Cochinchina francesa e, mais tarde, de toda a Indochina Francesa. Em 1954 tornou-se capital do Vietname do Sul, tendo sido o quartel general das tropas americanas durante a guerra que terminou em 1975 quando as tropas do Vietname do Norte entraram na cidade.

Com 9,5 milhões de habitantes e cerca de 8 milhões de motas que se enfiam por todo o lado, Ho Chi Minh é uma cidade única, mágica e sedutora, atraindo muitos turistas.

Explorando a Cidade de Ho Chi Minh (HCMC)

A área mais conhecida da cidade fica a volta da Rua Dong Khoi, no distrito 1. Aqui se localizam as lojas elegantes, os melhores e mais emblemáticos Hotéis, alguns dos mais importantes monumentos franco-coloniais, como o Teatro Municipal, a Catedral de Notre Dame e o Postos Geral dos Correios. Mais a norte encontramos extensas zonas residenciais e o histórico Pagode do Imperador de Jade e no extremo oposto da cidade um dos bairros mais animados e étnicos da cidade, Cholon (também conhecido como Chinatown). Aqui se instalaram muitos milhares de chineses que escolheram o Vietname como lar. Nesta zona da cidade encontramos ervas e remédios chineses tradicionais, alguma da melhor street food e alguns dos pagodes mais antigos e bonitos da cidade, com uma riqueza patrimonial invejável.

Mas quais são as melhores coisas para descobrir nesta movimentada capital?

1.Dong Khoi

Provavelmente a parte mais animada da cidade e o seu centro neurálgico.  A rua Dong Khoi tornou-se famosa durante a ocupação francesa. Era aqui que ficavam os hotéis de Luxo, as boutiques e cafés elegantes. Atualmente é uma zona onde o tradicional se mistura com o moderno, onde monumentos como a Opera e a Câmara Municipal convivam lado a lado com edifícios como o Centro Comercial Vincom, uma mistura de vidro e ferro e um dos maiores e mais modernos centros comerciais da cidade.

HCMC (5).jpg

2.Casa de Ópera de Saigon (Teatro Municipal)

Um dos edifícios históricos mais emblemáticos. Inspirado no Petit Palais de Paris, a Casa da Ópera de Saigão é um exemplo da arquitetura colonial francesa. Um monumento esplendoroso, foi em tempos o coração da alta-sociedade francesa e é atualmente palco dos melhores e maiores concertos da cidade.

HCMC (18).JPG

3.Câmara Municipal ou Edifício do Comité dos Cidadãos

Junto à Ópera encontramos outro exemplo de arquitetura colonial, o edifício da câmara municipal é um dos mais fotografados da cidade. Foi inspirado na Câmara Municipal de Paris.

HCMC (16).JPG

4.Hotéis Caravelle, Continental e Rex

A zona de Dong Khoi é conhecida também pelos seus hotéis famosos – Rex, Continental e Caravelle. O Caravelle já foi em tempos o edifício mais alto da cidade e era a mais popular base dos correspondentes de guerra durante a Guerra do Vietname. Aqui estavam localizadas as bases dos mais importantes jornais americanos e daqui, mais especificamente do bar do terraço, os seus jornalistas faziam a cobertura da Guerra. O Continental ficou também conhecido como base dos jornalistas, durante a guerra. Foi construído durante a ocupação francesa, era a joia da coroa dos hotéis. O Rex ficou conhecido por ser a base das atividades sociais e militares dos soldados americanos durante a Guerra do Vietname. Era no Hotel Rex que os militares americanos faziam as conferencias de imprensa diárias.

HCMC (17)HCMC (21)

5.Central dos Correios de Saigão

A Central dos Correios de Saigon é um edifício singular. Foi projetada pelo famoso arquiteto Gustave Eiffel e é um dos edifícios coloniais franceses mais emblemáticos da cidade. O seu interior faz lembrar uma estação de comboios com os seus grandes tetos pintados de verde. Nas paredes encontramos grandes pinturas de mapas que mostram diferentes épocas da cidade e um quadro impressionante de Ho Chi Minh.

HCMC (2).jpgHCMC (7).jpg

6.Basílica de Notre-Dame de Saigão

Mesmo em frente aos Correios encontra-se a a Basílica de Notre-Dame de Saigão. É a maior igreja construída durante o domínio francês, tendo perto de 40m de altura. Era o edifício mais alto quando da cidade, aquando da sua construção. É caracterizada pela sua soberba arquitetura e pela sua cor, que se deve ao facto de ter sido construída com tijolos de cerâmica vermelhos que vieram diretamente de França.  Mesmo em frente encontra-se a estátua da Virgem Maria, construída em Roma e trazida para o Vietname em 1959.

HCMC (14).JPG

7.Bitexco Financial Tower

Um pouco mais abaixo encontramos a famosa Bitexco Tower, o edifício mais alto da cidade, muito procurada por ter a cidade aos seus pés. Foi construída em 2010 é o mais recente ícone de modernidade da cidade. A principal atração é o skydeck no 49º andar onde podemos admirar as mais fantásticas vistas da cidade, 360º.

HCMC (15).jpgHCMC (27).jpg

8.Palácio da Independência (Palácio da Reunificação)

A norte da Bitexco, junto Parque de Van Hoa encontramos um dos mais imponentes edifícios da cidade, o Palácio da Independência. Foi construído no local onde anteriormente se localizava a residência do Governador Geral Francês. Foi praticamente destruído durante a Guerra e em 1975 foi o símbolo da queda de Saigão, quando os seus portões foram deitados abaixo por um tanque norte vietnamita.

HCMC (20).JPG

9.Museu das Memórias da Guerra

A poucos metros encontramos um dos mais poderosos símbolos do pós-guerra da cidade, o Museu das Memórias da Guerra. Este não é um espaço para pessoas sensíveis, nem para americanos. O museu retrata de forma parcial e perturbadora a Guerra Americana. É imperdível para todos que queiram compreender a história, pelo menos o lado do Vietname. Nasceu no antigo edifício dos Serviços de Informação do Exercito americano e a exposição inclui entre outros, artefactos e viaturas militares, fotos brutais de correspondentes das mais diversas agências noticiosas (que acabaram por morrer na guerra) e talvez a zona mais violente, uma sala inteira dedicada aos efeitos nefastos do Agente Laranja, um componente químico usado pelos americanos. Não é de todo um espaço de lazer, mas sim de meditação e vergonha.

HCMC (19)HCMC (23)HCMC (24)

10.Pagode do Imperador de Jade

Passamos agora aos templos. Um dos mais populares é o Pagode do Imperador de Jade. Este é um dos pagodes mais ornamentados da cidade, com suas gravuras e a constante aura de incensos, este é o templo a visitar. Foi construído em honra o Rei de todos os céus, Ngoc Hoang ou o Imperador Jade – deidade principal do panteão taoista. Construído pela comunidade cantonesa é todo em tons de rosa e o seu telhado de telhas verdes é decorado com uma intrincada obra de arte de pedaços de cerâmica coloridos. O seu interior é imponente, recheado de enormes esculturas, altares coloridos, peças dramáticas como os Guardas que protegem a entrada, construídos de papier-maché (com um ar tudo ou nada assustador).

HCMC (10).JPG

11. Pagode de Vinh Nghiem

Este é um dos maiores templos da cidade e um dos mais altos com a sua torre de oito andares. É um espaço de calma e tranquilidade no meio do caos da cidade. Os seus pátios estão repletos de árvores antigas e as paredes do templo de pinturas históricas e religiosas.

HCMC (12)HCMC (13)

12.Pagode Xa Loi

Este pagode é conhecido pelo seu colossal Buda de Bronze, uma estátua imponente que atrai muitos devotos. Era um templo muito conotado com a revolução comunista, tendo-se assumido como o centro da resistência. Três dos seus monges imolaram-se pelo fogo como gesto de protesto contra o regime anti budista e mais de 400 crentes foram presos. O templo é de uma beleza singular e um quadro perfeito com os seus painéis de madeira pintada e o altar em tons de vermelho e dourado.

HCMC (30).jpg

13.Igreja Tan Đính

A Igreja Tan Dinh é uma das mais curiosas de HCMC, pelo seu tom vivo de cor-de-rosa, que mais faz lembrar uma casa de açúcar. A Igreja do Sagrado Coração de Jesus é uma igreja construída durante o período colonial francês na década de 1880, quando o Vietname fazia parte da Indochina francesa. De arquitetura romana, é a segunda maior igreja da cidade.

HCMC (11).JPG

14. Templo Hindu Mariamman

O templo de Mariamman não deixa ninguém indiferente. A sua colorida e exuberante fachada é um convite à visita. É dedicado a Mariamman, a Deusa da Força. O seu interior é igualmente colorido e recheado de figuras simbólicas e divindades.

HCMC (8).jpg

15. Mercado Ben Thanh

Os mercados são sempre um dos pontos a visitar, são locais obrigatórios de contato com as realidades locais, uma experiência imperdível de intercâmbio cultural. HCMC tem mais de 30 mercados, desde produtos alimentares até roupas, flores e eletrónica, muitos deles abertos até tarde. Um dos mais antigos da cidade é o mercado de Ben Thanh, reconhecido pela imagem icónica da torre do relógio no portão do sul do mercado, um dos símbolos da cidade. Aqui vende-se de tudo um pouco, desde lembranças, artesanato, vestuário, têxteis e especialidades locais e também os mais inusitados produtos alimentares. O barulho e a atmosfera são inigualáveis e a alma da cidade. Junto ao mercado existe ainda um espaço de Street Fast Food onde é possível provar algumas das melhores iguarias locais por preços inacreditáveis (2/3€ por refeição).

HCMC (4)HCMC (9)HCMC (22)HCMC (3).jpg

16. Rua Pham Ngu Lao e Bui Vien

Falando em comida, nenhuma visita a HCMC está completa sem uma passagem pelas agitadas ruas Pham Ngu Lao e Bui Vien, onde se localizam o maior número de restaurantes e bares da cidade. O barulho, as luzes e os cheiros são inacreditáveis e é a zona para jantar e beber um copo pela noite fora, apesar de a música em altos gritos não convidar à conversa.

HCMC (28).jpgHCMC (26).jpg

17. Cholon

Terminamos com Cholon, um dos bairros mais étnicos e animados da cidade, ponto de confluência de comerciantes chineses há mais de três séculos. Cholon significa ‘Grande mercado’ e é um dos centros comerciais mais vibrantes da cidade, com as suas ruas e passeios repletos de uma grande variedade de lojas que vendem tudo, desde sedas, especiarias e ervas medicinais até chapéus, peças de jade e cerâmica. Grande parte da vasta comunidade chinesa da cidade está aqui concentrada, pelo que Cholon é um centro religioso e abriga alguns dos mais espetaculares pagodes e templos de estilo chinês –  Pagode Phuoc An Hoi, Quam Am, Thien Hau, Tam Son Hoi Quan, Nghia An Hoi. Destes destacam-se o Pagode Thien Hau com os seus frisos dos telhados decorados com dragões e cerâmica colorida

HCMC (6).jpgHCMC (29)HCMC (31)

Como se deslocar na cidade

As áreas de Dong Khoi e Cholon são pequenas o suficiente para serem exploradas confortavelmente a pé. No entanto, entre distritos o melhor mesmo é chamar um táxi ou um táxi de moto, uma vez que as distâncias ainda são consideráveis. As deslocações de táxi ou táxi moto são relativamente baratas – 3 /5€

Deixar uma resposta